fbpx
Nesse artigo, eu vou te mostrar como o Curso de Meditação Vipassana e o Retiro de Silêncio de 10 Dias me ajudaram a desapegar e a adotar práticas ainda mais minimalistas no meu dia a dia.
.
.
.

Minha relação com o minimalismo

.
Apesar de ter adotado o minimalismo há uns 3 anos, eu percebi que essa jornada é de constante aprendizado.
.
Nesse sentido, uma das melhores experiências que vivi foi o retiro de meditação Vipassana. Ficar em silêncio durante 10 dias me mostrou que esse estilo de vida faz ainda mais sentido para a minha vida.
.
Abandonar minha carreira corporativa de Diretor na L’Oréal, por exemplo, não foi uma tarefa fácil. Mas, como meus objetivos estavam traçados, eu consegui ser consciente o bastante para tomar as melhores decisões no processo de transição.
.
Assim, eu passei a viajar o mundo como Nômade Digital, tocando meus projetos a partir do laptop…
.
Por isso, eu achava que por ter a maioria das minhas coisas em apenas uma mala, uma mochila e o restante num armário, eu era minimalista.
.
O curso de meditação Vipassana, no entanto, apareceu na minha vida. Dessa forma, hoje eu entendo mais profundamente a questão do desapego: ele está realmente no centro do minimalismo.
.
“Ame as pessoas. Use os objetos. O aposto nunca funciona”.
.
Eu fiz dessa mensagem o Norte das minhas intenções e, hoje, sinto com cada vez mais senso de propósito.
.
.

E porque isso é tão importante?

.
Segundo os ensinamentos Vipassana, há 2 grandes causadores da infelicidade e sofrimento no mundo: o apego e a aversão.
.
Ou seja, o apego aos prazeres, desejo de boas sensações…
.
E a aversão à dor, repulsa das más sensações…
.
Mas, como tudo na vida é impermanente (Anicca), não faz sentido nos apegarmos a algo bom ou ruim, já que necessariamente isso vai passar. Esse é o maior ensinamento que pude vivenciar durante esse curso.
.
Os 10 dias meditando cerca de 12h por dia me fizeram, assim, desconectar totalmente do mundo externo (sem celular, livros, escrita, exercícios…), assim, fiquei mais a vontade para me reconectar ao mundo interior.
.
Lá, eu pude sentir na pele, durante a meditação, a sabedoria de adotar uma atitude de observação e não de reação a esses estímulos
.
E esses estímulos tanto podem ser positivos quanto negativos.
.
Viver como um monge budista, respeitando as Leis do Dahmma e os 8 caminhos de Buda me permitiram sensações que nunca havia experimentado na vida.
.
Quando sentia muita dor na perna ou nas costas, por exemplo, não mexia, pois sabia que ela iria passar.
.
Quando tinha sensações prazerosas na pele, também não me apegava, porém, a elas, pois sabia que iam passar.
.
E sempre no final do dia havia uma palestra de cerca de 1h do Goenka em áudio. Ele é o fundador dos mais de 200 centros Vipassana espalhados por 100 países que trazia luz sobre esses conceitos.
.
No dia seguinte, recomeçávamos a prática às 4h30 da manhã até às 21h com algumas breves pausas para alimentação e repouso.
.
Uma das melhores coisas foi começar a lidar melhor com pequenos acontecimentos do dia a dia
.
Assim, quando, por exemplo, minhas expectativas de que no almoço haveria macarrão com queijo ralado eram frustradas, eu não ficava decepcionado, mesmo que não tivesse.
.
Sendo assim, eu sabia que se apegar à ideia do queijo ralado no almoço iria gerar uma grande frustração caso não acontecesse. Afinal, tudo é impermanente e o queijo não ficaria ali para sempre, né?
.
.

Mas, como fazer isso?

.
Então, esse pequeno aprendizado me ajudou entender na prática que, para viver o minimalismo de forma verdadeira e não apenas de forma superficial, eu deveria praticar o desapego real.
.
Ou seja, eu entendi que o minimalismo é mais do que apenas alguns hacks aqui ou ali para ter menos coisas. 
.
Para alcançar o desapego real, eu entendi a necessidade de perceber que tudo é passageiro. Dessa fora, você entende não faz sentido se apegar a algo que irá passar.
.
Seja um objeto, um emprego, um projeto, uma casa, uma experiência, até um relacionamento… Tudo vai passar: Anicca!!!!
.
E não quer dizer que você não deverá aproveitar aquele momento… Pelo contrário, você deve, sim, viver o mais intensamente possível, pois felicidade não é para ser economizada.
.
Mas, atenção: não crie expectativas de que aquilo durará para sempre. Expectativas podem ser facilmente frustradas, afinal, tudo irá passar!
.
Por outro lado, tenha o mesmo pensamento com as coisas ruins… Não se preocupe tanto quando alguma bomba estourar… Ela também vai passar!
.
Então, agora quando, por exemplo, quebro um óculos, deixo um drone cair na água, perco dinheiro… Eu lido de uma maneira muito mais saudável, pois sei que tudo isso é impermanente.
.
Sucesso no trabalho, perrengue de grana, viagens pelo mundo, medo de fazer algo, tudo irá passar, então fica mais fácil me desapegar.
.
Estou longe de virar Buda, mas esse simples ensinamento me ajudou a viver de maneira muito mais plena, minimalista e feliz.
.
.

Conclusão

.
Então é isso, pessoal!
.
Espero que você tenha captado a importância de umas das melhores experiências que tive na vida.
.
A ideia aqui foi, portanto, mostrar a relevância de retiros de meditação como o Vipassana. Períodos de silêncio são muito importantes para quem deseja se reconectar com o próprio interior.
.
Saiba, dessa forma, que o minimalismo pode fazer ainda mais sentido na sua vida.
.
Você só precisa se permitir mais a esse belíssimo estilo de vida!
.
Milionário sem milhões - Ian Borges - Minimalismo e Vipassana

.


Para você que quer dar um passo a mais…

  • Caso ainda não conheça o meu canal no Youtube, inscreva-se lá, pois eu compartilho vídeos semanais sobre Reinvenção de Carreira com mais Qualidade de Vida.
  • E lá no Instagram, eu compartilho Hacks diários pelo Stories e LIVEs semanais para vc viver uma vida mais plena, além de todas as nossas viagens aí pelo mundo! Só dar um follow aqui! 😉
  • Se quiser conhecer histórias de pessoas que vem reinventando suas carreiras com sucesso e se inspirar com suas técnicas, práticas e comportamentos, dá uma olhada no meu Podcast Lifehacker Talks (disponível no iTunes, Google Podcast, Spotify e Stitcher)
  • E se você quiser receber gratuitamente novos vídeos, entrevistas, dicas, práticas, ferramentas e novidades para te ajudar a se tornar o CEO da Sua Própria Vida, entre no meu grupo de transmissão no WhatsApp aqui! Fique à vontade para convidar amigos! 😉
  • E, por último, aqui você conhecerá todos os formatos que trabalho hoje para te ajudar com sua reinvenção de carreira. Desde cursos online, mentoria em grupo a processos individuais e palestras. Confira os detalhes aqui!

.


.

E aí, curtiu o artigo? Deixe seu comentário abaixo e compartilhe com alguém que você acredita que possa ajudar!