fbpx
Minimalismo | Compre 80% menos com a regra do 1h / 1 dia ❌🛍

Minimalismo | Compre 80% menos com a regra do 1h / 1 dia ❌🛍

Nesse artigo, eu vou te ajudar a entender como o minimalismo pode te ajudar a comprar menos por impulso!
.
Dessa forma, através dessa simples técnica, você irá entender a importância de comprar menos em viagens, no dia a dia ou em qualquer outra situação da sua vida, diminuindo a sensação de arrependimento pelo dinheiro mal gasto.
.
Eu utilizo essa técnica em minha vida há um bom tempo e ela já me ajudou bastante a racionalizar antes de qualquer compra.
.
.
.
.

Quem nunca comprou por impulso e se arrependeu?

.
Pois é… Infelizmente todos nós estamos envoltos por uma cultura capitalista!
.
E é justamente essa cultura que nos estimula a comprar cada vez mais…
.
Coisas que não precisamos, com o dinheiro que não temos, para agradar pessoas que não gostamos!
.
Portanto, o minimalismo, como filosofia de vida, acaba nos ajudando a trazer mais intenção para nossas compras…
.
Dessa forma, você poderá minimizar a compulsão e acúmulo desnecessário para focar naquilo que realmente importa.
.

Confira também esse vídeo onde eu abordo O Que é Minimalismo e Os Benefícios Para a Sua Vida!

.
.
.

Mas, porque o minimalismo faz tanto sentido na minha vida?

.
Hoje em dia, eu simplesmente sou um homeless digital!
.
Ou seja, eu não tenho casa fixa e praticamente as coisas mais importantes que possuo cabem na minha mala de viagem e mochila.
.
Então, não dá para ficar acumulando coisas que não têm uma razão muito grande de existir na minha rotina.
.
A consciência e o controle que tenho desenvolvido me ajudam, portanto, a não comprar apenas por comprar, mas tudo aquilo que compro possui um propósito verdadeiro.
.
.
.
.

Mas, como que eu venho fazendo?

.
Para conseguir me manter consciente e comprar de forma mais adequada, evitando gastar dinheiro à toa, eu sigo duas regras básicas:
.
.
.

Para itens de valores abaixo de R$ 100

.
Assim que bate a vontade de comprar seja num shopping, numa feira ou loja na rua… Eu me seguro e espero pelo menos 1h.
.
Dessa forma, eu tenho tempo suficiente para decidir se realmente necessito daquilo que desejei comprar naquele momento.
.
Caso após a 1h de espera eu perceber que não me agrega como pensei no início, eu simplesmente não compro.
.
.
.

Para itens de valores acima de R$ 100

.
E a mesma lógica, portanto, serve para coisas mais caras.
.

Neste caso, quando uma determinada coisa possui um valor acima de R$ 100,00 eu espero um pouco mais. 

Dentro do prazo de 1 dia, eu analiso no detalhe se realmente faz sentido. Caso contrário, eu simplesmente ignoro.

.
.
.

E quando devo comprar?

.
Se, depois desses prazos, eu ainda tiver vontade e ver sentido naquela compra, eu vou lá e compro. Simples!
.
O minimalismo, portanto, dá mais consciência e facilidade pra saber se você deve ou não fazer determinado investimento.
.
Assim, isso me ajudou, por exemplo, a eliminar pelo menos 80% das minhas compras, pois a maior parte era por simples impulso…
.
Que depois inclusive desapareceu… Ou, após refletir um pouco mais, eu vi que não valia a pena ter.
.
.
.

Técnica do SUPER SIM!

.
A Taíssa, minha esposa, do Bora Morar Fora, utiliza uma técnica muito bacana e que ajuda ela demais no dia a dia.
.
A ténica do SUPER SIM foi algo que ela aprendeu para poder se policiar, por exemplo, em viagens e ter mais consciência em relação às compras dela.
.
Dessa forma, ela vai adquirindo aos poucos um hábito em torno disso, tornando-se cada vez mais automático no dia a dia.
.
.
.

Exemplos práticos

.
Quando viajamos, gostamos de visitar muitos lugares…
.
Ou seja, se ela tem a oportunidade de ir ao museu predileto, que tem em tudo que é cidade e atende por duas letras grandes: H & M (rsrsrs)
.
E ela experimenta algo, por mais bonito e barato que seja, ela só leva se considerar um super sim!!
.
Por outro lado, se bateu uma mini dúvida, ela já deixa de lado sem pensar muito.
.
Mas, Ian, como que eu faço com compras online?
.
Mesma coisa… Bota no carrinho, mas espera um tempo antes de passar o cartão.
.
E, muitas vezes, você ainda receberá um desconto com as técnicas de abandono de carrinho de muitos sites de 10 a 30%…
.
.
.

Conclusão

.
Então, é isso, pessoal!
.
Espero que essa simples técnica te ajude a superar o desejo da compra por impulso e que você se torne mais consciente em adquirir coisas na vida.
.
Saiba que isso te poupará não somente dinheiro e energia, além de te dar mais consciência em relação aos seus gastos.
.
Portanto, leia atentamente as informações desse artigo e passe a comprar 80% menos.
.
.

Se quiser saber mais sobre esse conceito…

  • Dá uma olhada no meu canal aqui no Youtube onde compartilho vídeos semanais sobre essas estratégias.
  • Siga-me no Instagram onde eu compartilho as minhas viagens, aprendizados e hacks diários no Stories para viver melhor que um milionário.
  • E caso tenha interesse de reinventar seu estilo de vida, eu também ofereço uma sessão experimental aqui (mas apenas para quem estiver comprometido em investir tempo e dinheiro em seu próprio crescimento).

 


.

E aí, curtiu o artigo? Deixe seu comentário abaixo e compartilhe com alguém que você acredita que possa ajudar!

Multiplique seu tempo e viva melhor que um milionário!  😎💰🌴

Multiplique seu tempo e viva melhor que um milionário! 😎💰🌴

Qual é o bem mais escasso e valioso que vc tem na sua vida? Será que é dinheiro, bens, mansões, carros, joias, cargo no cartão de visita… ou será que é o seu tempo e como vc o distribui no seu dia a dia?

Pare para pensar…

Porque queremos ser milionários?

Ter mais poder, se sentir seguro, ter mais conforto, se sentir realizado, poder viajar mais, acumular experiências únicas, ter mais liberdade, atingir uma melhor qualidade de vida, proporcionar um futuro brilhante para os filhos, poder ajudar o próximo, deixar um legado para a sociedade…

Pois é… são várias motivações. Umas mais extrínsecas, outras mais intrínsecas. Mas se pararmos para refletir, ninguém sonha em ser milionário pelo simples fato de acumular dinheiro. Ele é apenas um meio que pode facilitar bastante essas conquistas.

No entanto, focar apenas no acúmulo de dinheiro acima de tudo e todos te levará a uma corrida perigosa em sua vida.

De que adianta acumular, acumular, acumular e…

… não ter tempo para aproveitar a vida?

… não ter tempo para cuidar da saúde (corporal, mental e espiritual)?

… não ter tempo para acompanhar o crescimento dos filhos?

… não ter tempo para cultivar as amizades?

… não ter tempo para se desenvolver como ser humano?

… não ter tempo para viajar e explorar o mundo?

… não ter tempo para apreciar os pequenos milagres do dia a dia como um nascer do sol?

… não ter tempo para parar e respirar?

Acho que o ponto está claro! É tudo uma questão de TER MAIS TEMPO!

Reinventando meu estilo de vida

Por isso que, após 15 anos trabalhando no mundo corporativo, onde meu último cargo foi Diretor de Comunicação e Marketing Digital na L’Oréal, onde eu trabalhava 12 horas por dia, ganhava múltiplos 6 dígitos ao ano, mas não tinha tempo para nada... eu resolvi reinventar meu estilo de vida com mais sentido, liberdade e qualidade.

Nesse novo ciclo, comecei a tomar uma série de decisões para priorizar as liberdades em minha vida:

  • Liberdade de horários – comecei alinhando mais flexibilidade de horários com meu chefe e alguns dias de trabalho remoto na semana
  • Liberdade corporativa – chegou um momento que fez sentido para mim pedir demissão e começar a empreender
  • Liberdade geográfica – eu me tornei um nômade digital junto da minha companheira e começamos a viajar o mundo tocando nossos projetos remotamente
  • Liberdade financeira – No início, passei a faturar 5x menos com meus projetos comparado ao salário que tinha, mas que já era mais do que suficiente para meu novo estilo de vida, já que eu havia reduzido bastante meus gastos focando no essencial
  • Liberdade de pensamento – comecei a compartilhar com o mundo as minhas visões e experiências através de bastante conteúdo, sem ter que agradar ninguém
  • Liberdade das pressões do trabalho – como comecei a trabalhar com projetos que via muito sentido e me proporcionavam extrema satisfação, todo “problema” era encarado como um agradável desafio
  • Liberdade de luxos – adotei um estilo de vida minimalista, trazendo mais intenção e leveza para minha dia a dia

 

E para conquistar todas essas liberdades, eu foquei em apenas UMA COISA:

Como eu poderia multiplicar o meu tempo?

E foi daí que eu desenvolvi uma metodologia que venho implementando e refinando a cada dia na minha vida…

O Lifestyle Hacking, que tem 2 simples estratégias para multiplicar o meu tempo.

  • LIBERAR ESPAÇO NA MINHA AGENDA
  • ADOTAR MAIS TEMPO DE QUALIDADE

E isso me permitiu desenhar um estilo de vida onde muitas pessoas pensam que sou um milionário, já que…

… estou sempre viajando para lugares paradisíacos, ficando em casas animais de tirar o fôlego

… tenho uma rotina matinal de 4 horas apenas para meu desenvolvimento pessoal e cuidado da saúde, antes de começar a trabalhar

… consigo ir a praia em plena quarta-feira de manhã

… consigo visitar meu avós numa terça-feira à tarde

… tenho um assistente virtual que cuida de vários aspectos do meu trabalho e vida pessoal

… consigo buscar o afilhado da Taíssa (minha esposa) na escola e passar horas brincando com ele numa sexta à tarde

… parece que estou constantemente em lua de mel com a minha mulher

nunca fico doente e…

… estou curtindo a vida adoidado!

Mas o único detalhe dessa vida de milionário, é que eu não tenho milhões na conta!! rsrs

E vc tb não precisa ter e ainda sim… viver MELHOR que milionário!

Pois vc pode vivenciar vários aspectos da vida de milionário e evitar as pressões, responsabilidades e problemas que vários deles enfrentam como:

  • Não ter tempo para fazer nada diferente de trabalhar para enriquecer cada vez mais
  • Lidar com seu ego e vaidade diante da sociedade
  • Ter uma saúde de merda
  • Nunca saber quem são seus verdadeiros amigos ou amigos por interesse
  • Enfrentar o estresse na empresa com funcionários, concorrência, governo, empréstimos…
  • Ter constantes discussões familiares por causa de dinheiro
  • Não saber lidar com tempo livre e ficar entediado

“As pessoas não querem ser milionárias. Elas querem usufruir do que acreditam que apenas os milionários podem comprar. Viagens, experiências únicas, confortos…” – Tim Ferris

Mas voltando as estratégia para multiplicar o seu tempo e permitir que vc viva melhor que um milionário, segue aqui o meu caminho das pedras.

1) Libere espaço na sua agenda

Há 3 formas principais que eu consegui adotar para liberar espaço na minha agenda:

a) Produzindo mais em menos tempo com foco e disciplina, automatizando tarefas e simplificando processos

Esse é um aspecto fundamental para a multiplicação de tempo. Vc precisa se tornar uma pessoa mais produtiva em todos os aspectos da sua vida, desde o trabalho à organização das férias!

É aqui que vc vai desenvolver novos hábitos e rotinas de trabalho para produzir o dobro na metade do tempo, e assim liberar bastante espaço na agenda para fazer as coisas importantes na vida.

Aqui vão entrar várias técnicas como a Lei de Pareto do 20 / 80 (20% das suas ações são responsáveis por 80% dos seus resultados), Lei de Parkinson (a mágica de trabalhar com prazos curtos para ajudar no foco e concentração), a Lei da Única Coisa (focar na única coisa que se vc conseguir completar, o dia já terá valido a pena) e várias outras ferramentas.

Vc tb deverá aprender a delegar e terceirizar atividades para outros fazerem melhor e mais rápido, como freelancers e assistentes virtuais.

Além de automatizar tarefas, como colocar contas bancárias no débito automático, até a utilização de poderosas ferramentas online e simples processos para otimizar a sua produtividade como um todo na sua vida.

 

b) Criando mais flexibilidade geográfica e de horários no trabalho

É aqui que vc irá negociar com seu chefe uma flexibilidade maior de horários e local para te permitir ser mais produtivo, e começar a ganhar a liberdade geográfica para tocar os seus projetos.

Vc começará negociando 1 dia de home office (trabalho de casa), para depois passar para alguns dias na semana até várias semanas no mês, caso isso faça sentido para ti. O que te permitirá até viajar para Argentina e tocar seus projetos de lá sem ter que pedir demissão do seu emprego.

Ou simplesmente criar o seu projeto próprio e tocá-lo remotamente da onde estiver pelo mundo.

 

C) Eliminando coisas desalinhadas com seus valores como relacionamentos tóxicos, bens em excesso, iniciativas desnecessárias…

Aqui vc precisará ter clareza sobre quais são seus valores e prioridades para começar a falar NÃO para tudo que estiver desalinhado… desde de pessoas, reuniões, oportunidades de negócio, clientes, parceiros, compras, etc.

 

2) Adotar mais tempo de qualidade

E a segunda estratégia tb possui 3 formas principais para se tornar uma realidade:

d) Trazendo mais sentido e intenção para seus projetos e tudo o que faz

Se vc não ver sentido no que faz ou se não conseguir responder porque está fazendo algo na sua vida, grandes são as chances de vc não dar continuidade a essa iniciativa ou se tornar frustrado e desmotivado com ela.

Então aqui, vc deverá encontrar sentido nos seus projetos e passar a ter mais intenção em tudo que faz.

Decidiu participar de uma reunião no trabalho… qual a sua intenção?

Iniciou um novo relacionamento… o que está disposto a deixar de lado?

Criou um novo negócio… qual o seu propósito?

E assim vai… sempre tendo clareza do porquê das coisas.

 

e) Estando mais presente e consciente para suas atividades e relacionamentos no dia a dia

Esse definitivamente é um dos pontos mais importantes para multiplicar o seu tempo.

O pulo do gato é vc estar 100% presente no seu dia a dia, focando no agora e tendo mais consciência das atividades que vc se compromete em fazer.

Aproveitar cada instante com presença plena é multiplicar o seu tempo em qualidade!

Quando vc estiver num jantar com seus amigos, vc deve estar ali trocando experiências e não rolando o feed do Instagram em busca de mais um like.

Quando vc estiver de férias numa praia paradisíaca no Caribe, vc não deve ficar buscando um wi-fi para conseguir acessar o email do trabalho e ver se está tudo bem.

Ver TV, responder e-mail e dar atenção para seu filho de 4 anos pois vc se acha o rei multi-tarefa e quer otimizar o seu tempo… Tudo besteira! Vc está fazendo 3 tarefas de forma porca ao mesmo tempo e não terá sucesso em nenhuma delas!

 

f) Criando novos hábitos de sucesso para equilibrar corpo-mente-alma

E finalmente, se vc quiser viver uma vida melhor que um milionário, vc precisa desenvolver novos hábitos de sucesso!

E esse hoje é o aspecto que tenho mais orgulho na minha vida. Pois sinto que, com esses novos rituais para cuidar da minha saúde corporal, mental e espiritual… eu estou numa constante evolução holística como ser humano. Um dos meus principais valores na vida!

E essa harmonia entre corpo-mente-alma é a base sustentável para ter um estilo de vida melhor que um milionário.

E para exemplificar um pouco esses hábitos, essa é a rotina matinal que venho refinando nos último anos antes de começar a trabalhar:

  • Alongamentos (10min)
  • Copo de água com limão espremido (5min)
  • Exercícios de respiração (5min)
  • Meditação (30min)
  • Caderno da gratidão (5min)
  • Escrita criativa (20min)
  • Abacate com mel + café bullet proof (10min)
  • Leitura (30min)
  • Videos, cursos online (30min)
  • Exercícios + podcast (30min)

 

E ao longo do dia, tenho outras rotinas de produtividade e bem-estar que me permitem multiplicar o meu tempo e viver melhor que um milionário.

“Viver como um milionário requer FAZER coisas interessantes e não apenas POSSUIR coisas valiosas.” – Tim Ferris

 

Vc também pode viver melhor que um milionário

“Ok Ian… isso tudo parece muito bonito no papel… Mas na realidade, é tudo uma utopia!”

E vc tb pode estar pensando…

“Mas isso não é para mim que trabalho como empregado numa empresa…”

“Meu chefe nunca vai permitir essa flexibilidade…”

“Eu não tenho reservas de dinheiro para me arriscar…”

“Mas eu não tenho foco e procrastino muito…”

“Eu não tenho tempo…”

E vc pode continuar eternamente nesse mimimi… a verdade é que eu fiz essa mudança e diversas outras pessoas estão fazendo! É uma questão de foco, disciplina e comprometimento com a sua própria felicidade.

Ficar parado esperando a mudança é loucura, que nem já dizia nosso amigo:

“Insanidade é continuar fazendo sempre a mesma coisa e esperar resultados diferentes.” – Albert Einstein

Vc pode sim iniciar essas mudanças e alinhamentos no seu trabalho atual, negociando mais flexibilidade com seu chefe e mostrando uma maior produtividade. E assim aos poucos ganhar mais confiança e aumentar a flexibilidade.

Vc não precisa ter grandes reservas financeiras para viajar o mundo… é possível viajar low budget e acumular experiências incríveis com orçamentos mais modestos (tenho até um curso sobre essas técnicas aqui).

Vc pode aprender a desenvolver mais foco e disciplina através de técnicas simples de produtividade que te farão produzir muito mais em menos tempo, liberando assim agenda para focar no mais importante como cuidar da sua saúde, viajar e passar mais tempo com sua família.

Vc pode sim aprender a multiplicar o seu tempo com diversas estratégias e desenvolver novos hábitos de sucesso que te permitirão viver com mais sentido, liberdade e qualidade!

Enfim, se eu consegui, vc tb conseguirá!

É simples, mas não é fácil! Se vc tiver resiliência e seguir em frente nessa jornada, todo dia 1% melhor que o dia anterior, eu te garanto que essa reinvenção de estilo de vida te trará muitos benefícios!

Então, pronto para multiplicar o seu tempo e viver melhor que um milionário?

Se quiser saber mais sobre esse conceito…

  • Dá uma olhada no meu canal aqui no Youtube onde compartilho videos semanais sobre essas estratégias.
  • Siga-me no Instagram onde eu compartilho as minhas viagens, aprendizados e hacks diários no Stories para viver melhor que um milionário.
  • E caso tenha interesse de reinventar seu estilo de vida, eu tb ofereço uma sessão experimental aqui (mas apenas para quem estiver comprometido em investir tempo e dinheiro em seu próprio crescimento).

 

Se fez sentido para vc, compartilhe esse artigo com outras pessoas que possam se beneficiar dessa reflexão, pls? E deixe seu comentário abaixo! 😉

 

Kindle VS Livro | 5 vantagens 📱📖

Kindle VS Livro | 5 vantagens 📱📖

Utilizar um Kindle para a leitura já não é mais novidade pra ninguém. Mas, muita gente ainda não possui o aparelho e tem dúvida se ele realmente vale a pena, além de sempre pensar na questão do prazer que é ler o livro físico.

Nesse texto, vou trazer as cinco principais vantagens do Kindle e te mostrar porque vale muito a pena substituir sua forma de leitura.

 

Vantagens de ter um Kindle

Primeiramente, é importante ressaltar que eu também tinha minhas dúvidas e já passei por essa questão do prazer de ler um livro físico.

Mas, depois que você começa a utilizar e ver as vantagens, não vai mais voltar atrás, pois começa a trazer muito valor para a sua vida.

 

1 – Peso

O peso do Kindle é, sem dúvidas, a maior vantagem. Principalmente para quem viaja o tempo todo e tem perrengues para ter uma mala mais leve. Nem se compara aos livros que pesam quilos, ainda mais se você quiser levar vários deles.

Dentro do Kindle, você pode ter milhares de obras se quiser.

 

2 – Envio de amostras

Essa é uma vantagem muito interessante.

Quantos livros você comprou e parou no meio porque percebeu que não gostava do estilo do autor? Ou achou a leitura meio chata?

Com o Kindle, você pode receber, através de uma amostragem, de um a quatro capítulos do livro para ter uma ideia do que ele se trata antes de comprá-lo em definitivo. Isso é ótimo, pois muitas vezes você evitar gastar dinheiro em algo que não vai ser útil.

 

3 – Comprar um livro em um clique

Com um clique, você já compra um novo livro e, assim, não precisa esperar aguardar a encomenda e o procedimento tradicional da compra de um livro – ou ter de ir até a livraria.

Então, você escuta um podcast ou a recomendação de um amigo e já pode fazer a compra, de forma muito rápida e prática.

 

4 – Fazer anotações

Você acredita que escrever no livro físico é bom? Ou você é do time que fica com pena de fazer isso?

No Kindle, você pode organizar de maneira muito melhor, pois com o mecanismo de busca das anotações você consegue exportar no final, mandar por e-mail. E ainda vai ter tudo organizado e poder ir guardando suas anotações, o que é melhor do que anotar no livro físico.

 

5 – Tempo de leitura

Uma outra vantagem interessante é que você consegue medir quanto tempo falta para terminar o capítulo que está lendo e, consequentemente, terá um acompanhamento pessoal do seu ritmo.

Dessa forma, você consegue ter mais controle da sua leitura e sabe quando terminará o livro.

 

Impacto em minha própria vida…

O Kindle mudou totalmente o meu hábito de leitura. Hoje, eu leio muito mais, com muito mais prazer. Portanto, se você curte leitura, gosta de estar sempre lendo bons livros, vale muito a pena testar.

O investimento é baixo, tem todas as vantagens que comentei nesse texto e, caso você não goste, o que eu acho bem difícil (o aparelho existe em mais de uma versão), pode voltar com a leitura dos livros físicos.

Avalie a possibilidade da compra de um Kindle para suas leituras e, depois, me conte o que achou dessa nova experiência. Tenho certeza que você vai gostar bastante!

Até a próxima! 🙂

Ian Borges Lifestyle Strategist


Espero que tenha curtido esse artigo! Como presente, gostaria de te oferecer uma sessão de coaching experimental (valor de R$600) gratuita para dar os primeiros passos na direção de uma vida com mais sentido e liberdade.

Nessa sessão, eu vou te ajudar a ser tornar mais protagonista de sua própria vida. Ou seja, descobrir sua arte, conquistar a confiança para se dedicar a um projeto que ame, e modelar seu lifestyle para viver uma vida que valha a pena!

Infelizmente eu não posso garantir que esse presente ainda esteja disponível na data que você estiver lendo esse artigo. Então espero que entenda que há um número limitado de sessões oferecidas e depois, provavelmente, não haverá mais.

Para agendar um horário, é só clicar aqui. E aí, vamos seguir em frente?


E aí, curtiu o artigo? Deixe seu comentário abaixo e compartilhe com alguém que você acredita que possa ajudar!

 

Aprenda a fazer uma mala minimalista 💼

Aprenda a fazer uma mala minimalista 💼

No artigo de hoje, eu compartilharei algumas dicas importantes que vão te ajudar a fazer uma mala ideal para viajar pra qualquer lugar. Esse exercício tem me ajudado bastante a viver de forma minimalista e a evitar os excessos, assim, tenho certeza que será útil pra você também.

 

 

Antes de tudo…

Você tem a impressão de que está sempre levando mais coisas que realmente vai precisar?

Ou tem colocado tanta coisa na sua mala ao ponto de ela ficar sempre muita pesada?

Eu já passei por isso várias vezes na minha vida, mas desde que mudei minha visão, comecei a enxergar somente aquilo que era de mais essencial para as minhas viagens.

Dessa forma, estou conseguindo evitar, por exemplo, muitos perrengues no aeroporto, como sair botando um monte de roupa ou enfiando coisas nos bolsos para não pagar excesso de bagagem.

E foi pensando nisso que eu resolvi trazer pra você 3 passos muito importantes, além de algumas reflexões que vão te ajudar a viajar de forma mais leve e minimalista.

Assim, espero você enxergue a importância dessas dicas e as ponha em prática a partir de hoje. E se quiser saber mais sobre minimalismo, clique aqui!

 

1. Visualize sua viagem

Após definir qual será o seu destino, tente visualizá-lo, pois, somente assim, você entenderá o estilo do ambiente onde ficará, tendo em mente dois aspectos principais:

  • Duração: fim de semana, 1 semana, 1 mês, 6 meses, etc;
  • Destinos: calor, praia, montanha.

Para isso, você não precisa fazer grandes planejamentos.

Se o seu estilo for mais “easy going”, espontâneo, você pode fazer um planejamento simples no Excel ou até mesmo numa folha de papel em branco.

Dessa forma, o importante é você ter no final um check list de tudo que você acha que vai realmente utilizar na sua viagem.

 

2. Comece a fazer a sua mala

O segundo passo é fazer a mala pela primeira vez.

Nessa parte, leve em consideração a última viagem que você realizou. Pois, assim, definirá quais são os itens que foram importantes durante os dias que você esteve fora.

  • Quantidade de roupas como toalhas, calças, camisas;
  • Eletrônicos: notebooks, câmeras;
  • Produtos de beleza: cremes, shampoos, condicionadores;
  • Objetos de uso pessoal;

 

3. Tire tudo o que você não achar necessário

Agora, faça uma limpa. É isso mesmo!!!

O objetivo do terceiro passo é tirar cerca de 1/3 ou até mesmo a metade de todas as coisas que você colocou dentro da mala.

E caso você já seja um viajante minimalista, vai saber quais são as coisas mais necessárias para estarem lá.

Mas, se ainda não for, começará a entender isso melhor com as primeiras experiências.

Dessa maneira, você evitará ter coisas que não vai usar nem sequer uma vez nos próximos dias.

“A sabedoria tem os seus excessos e não é menos necessário moderá-la do que à loucura”. – Michel de Montaigne

 

Mas, o que levar e o que não levar?

Ian Borges Lifestyle Strategist

 

Pelas experiências que tive, eu posso afirmar que já viajei para mais de 60 países ao longo dessa minha trajetória trabalhando pela internet.

E acredite em mim…

Em pouquíssimas vezes, eu usei tudo o que levei comigo.

É simplesmente bizarro como sempre haverá coisas que não vão te servir pra nada e não deveriam estar na mala.

Eu percebi que mala é, realmente, uma coisa emocional. Às vezes, você quer colocar peças que você ama utilizar no dia a dia, mas que não vai usar.

E isso você só vai aprender ao longo de cada viagem que for realizando.

Então, é por isso que eu gostaria de trazer aqui algumas reflexões e dicas que vão te ajudar a se convencer racionalmente da utilidade de algumas coisas.

=> Toalhas

Esse é um item que, geralmente, ocupa bastante espaço. Mas, fique tranquilo, porque a maioria das hospedagens oferecem toalhas.

Seja em hotéis, Airbnbs, albergues… A chance de já possuir uma é muito grande.

Assim, se você sentir a necessidade de levar alguma, pegue apenas uma mais fininha, ou aquela que seca mais rápido (essa aqui é a minha da Benetton).

E se tem uma coisa que você deve evitar é aquela toalha bonitinha que ocupa a metade da sua mala!

=> Calças

Outra questão são as calças.

É mais um item que ocupa bastante espaço na mala. Por isso, não adianta levar muitas opções.

No meu caso, eu e minha companheira sempre procuramos lugares com praias e tal, então, o uso de calça é muito pequeno.

Nós gostamos de usar uma calça da loja Cotton On. Apesar de ser um modelo feminino, me veste super bem e é superconfortável e baratinha, ideal para usar durante o dia a dia.

Claro, você pode sempre levar uma ou duas calças com você e isso depende muito do lugar que você vai.

Uma boa dica que eu dou é levar um jeans, porque você usa em qualquer situação, além de calças mais leves, que dá pra dobrar e ficar bem pequenininha na mala.

=> Calçados

Pelo amor de Deus, não leve vários pares de sapatos com você, pois são pesados e ocupam bastante espaço.

Analise bem o estilo da sua viagem e, caso realmente você precise levar, pegue apenas um par de tênis/sapatênis confortável que possa servir para mais de uma situação…

  • Uma coisa esportiva: exercício ou caminhada;
  • Um evento mais formal: reunião ou encontro/social.

Um par de Havaianas, por exemplo, também é essencial, ainda mais se o seu destino for mais quente, ensolarado.

=> Remédios

Uma coisa é certa nesse ponto: se você estiver tomando alguma medicação regularmente, leve ela junto com você.

Caso contrário, não vai rolar de levar a tabela periódica inteira dentro da “malinha da mamãe”, né?

Frascos ocupam muito espaço, então, evite ao máximo levá-los somente porque alguém falou que é bom ou que você vai precisar.

Assim, é importante ter somente o básico com você, que são aqueles remédios mais essenciais e que servem para o caso de algum tipo de emergência mesmo.

E fique tranquilo…

Se faltar alguma coisa, existem farmácias em todo canto no mundo inteiro.

=> Shampoo e condicionador

Se você achar que é necessário levar para garantir no primeiro dia, leve aquelas embalagens pequenas, que não passam dos 100 ml.

Mas, se você é daquele tipo de pessoa que sempre leva um potão de Elseve de 400 L…

Tome vergonha na cara!!!

E lembre-se…

Onde quer que você for, sempre vai haver um mercadinho ou uma vendinha onde a primeira coisa que você pode fazer é comprar esse tipo de produto.

=> Casacos

Outra coisa que você precisa evitar são os casacos grandes e em muita quantidade.

Existe um tipo que eu uso e recomendo que é super leve e dobrável. Ele é da marca Uniqlo, ocupa um espaço mínimo e segura uma barra legal dependendo da temperatura de onde você estiver.

E se achar que realmente vai fazer um friozinho mais intenso ou que irá para alguma situação mais formal e tal, você pode levar uma jaqueta de couro ou algo casual/fashion.

Assim, você vai tranquilamente para uma social, festas trendy, reunião ou restaurantes mais arrumados com ele.

A última experiência que tive foi quando passei alguns dias no Japão. Apesar de estar bastante frio lá, essas duas peças foram o suficiente pra eu suportar o frio japonês.

 

Compras locais

Outro ponto importante que geralmente esquecemos são as compras locais

Pois é! Quem nunca comprou uma camisa ou peças únicas durante a viagem??

Aquela camisa da cerveja Bintang em Bali, uma jaqueta Hipster em Tokyo, um outlet em Miami, enfim, cada um tem seu gosto, mas geralmente rola umas comprinhas básicas locais.

Assim, deixe espaço para essas peças.

 

Lave sempre sua roupa

Por fim, lembre-se de uma coisa…

Vamos dizer que você fique hospedado em um Airbnb. Se lá tiver uma máquina de lavar disponível, poderá lavar a sua própria roupa.

Assim, não precisará ter quantidades absurdas de calças, shorts, camisas, etc.

Se você for para uma viagem de 30 dias, por exemplo, não leve roupas diferentes para todos eles, mas uma quantidade suficiente para você utilizar poucas roupas durante a semana.

Que tal? Não acha que já é suficiente?

Espero que você esteja mais consciente e não encha sua mala de coisas que não vai usar enquanto estiver viajando.

 

Ian Borges Lifestyle Strategist


 

Espero que tenha curtido esse artigo! Como presente, gostaria de te oferecer uma sessão de coaching experimental (valor de R$600) gratuita para dar os primeiros passos na direção de uma vida com mais sentido e liberdade.

Nessa sessão, eu vou te ajudar a ser tornar mais protagonista de sua própria vida. Ou seja, descobrir sua arte, conquistar a confiança para se dedicar a um projeto que ame, e modelar seu lifestyle para viver uma vida que valha a pena!

Infelizmente eu não posso garantir que esse presente ainda esteja disponível na data que você estiver lendo esse artigo. Então espero que entenda que há um número limitado de sessões oferecidas e depois, provavelmente, não haverá mais.

Para agendar um horário, é só clicar aqui. E aí, vamos seguir em frente?


E aí, curtiu o artigo? Deixe seu comentário abaixo e compartilhe com alguém que você acredita que possa ajudar!

O que é minimalismo e os benefícios para sua vida

O que é minimalismo e os benefícios para sua vida

Nesse artigo, você entenderá o que é minimalismo e quais são os benefícios para a sua vida. Além disso, falarei sobre minha experiência com essa filosofia e compartilharei uma série de práticas que você poderá implementar a partir de hoje na sua vida.

O que é minimalismo?

Há dois conceitos divulgados hoje sobre que é minimalismo.

Um deles é mais voltado para movimentos artísticos, design, música e literatura que percorreram diversos momentos do século XX e preocuparam-se em fazer uso de poucos elementos fundamentais como base de expressão.

Já o outro conceito é mais voltado para o minimalismo como estilo de vida. E é sobre esse que vou falar aqui.

“Menos é mais.”

O minimalismo é uma filosofia de vida que te ajuda a viver com mais simplicidade e de maneira mais intencional.

Ou seja, o minimalismo envolve viver com mais liberdade, principalmente dos bens materiais. Praticar o desapego das coisas e excessos que acabam invadindo nossas vidas sem mesmo percebermos. Principalmente, por causa dessa cultura consumista e materialista que vivemos hoje.

Todo dia somos bombardeados por publicidades e narrativas que reforçam a nossa constante e ilusória necessidade de acumular mais e mais coisas em nossas vidas.

O minimalismo envolve um maior autoconhecimento que te ajuda a valorizar aquilo que realmente importa. Assim fica mais fácil eliminar o que não te agrega e focar no que é essencial para uma vida mais plena.

Como eu comecei a praticar o minimalismo

Desde que comecei minha jornada em busca de uma vida com mais sentido e liberdade, eu li muitos livros, fiz vários cursos, tive diversas conversas transformadoras, vi muitos filmes e documentários e vivi experiências únicas que mudaram a minha vida (você pode conhecer a minha história um pouquinho melhor aqui).

Um documentário que me fez repensar vários conceitos foi o The Minimalist do Joshua Fields Millburn e Ryan Nicodemus (disponível no Netflix).

“Ame pessoas. Use coisas. O oposto nunca dá certo.”

Conectei bastante com a história dos caras e comecei a devorar o podcast  diariamente. Que por sinal, super recomendo!

Foi a partir daí que entendi os princípios por detrás do minimalismo e comecei a implementar uma série de práticas bem legais que me ajudaram a viver de maneira muito mais leve e consciente.

Uma coisa que gostei muito sobre a ideia deles é que não há certo ou errado no minimalismo.

Não há fórmulas, regras ou metodologias fechadas.

Há uma série de princípios que você pode adotar para sua vida e que devam fazer sentido para ti e mais ninguém.

Como comecei a viver uma vida de nômade digital, viajando pelo mundo e trabalhando remotamente, o minimalismo fez muito sentido para esse novo momento e estilo de vida e está sendo um constante aprendizado, dia após dia.

Quais os benefícios do minimalismo para sua vida?

Seguem aqui alguns dos benefícios que pude vivenciar na minha vida:

Intenção – Tudo o que tenho hoje faz sentido para mim. Não acumulo mais nada pensando que “um dia, quem sabe, poderei ainda utilizar isso.” Se estou na dúvida, não guardo mais.

Experiências – Passei a valorizar mais experiências do que posses. Imagina o que você vai querer contar para os seus netos quando estiver velhinho… As aventuras e países que conheceu ou quantos carros e apartamentos que você acumulou?

Organização – Tenho clareza de tudo o que possuo e onde está cada coisa. Assim não me perco em buscas intermináveis sobre aquela peça de roupa, objeto ou documento. Além de ser muito mais fácil de manter tudo limpinho e organizado.

Flexibilidade – Hoje tenho uma facilidade muito maior de viver em qualquer situação com poucas coisas. Seja um fim de semana ou uma viagem de 3 meses, fazer a mala não é um parto como antigamente. Já tenho clareza dos itens básicos que preciso e paz de espírito para seguir com as incertezas do futuro.

Leveza – Meu bem-estar e felicidade não dependem mais de coisas. Obviamente que preciso do mínimo (e não tem regras sobre esse “mínimo”), mas os alicerces das minhas necessidades para uma vida plena estão no meu interior e não no exterior.

Simplicidade – Consigo me sentir verdadeiramente bem em ambientes e contextos extremamente simples, sem nenhum luxo ou conforto.

Posses temporárias – Sempre quando vou adquirir algo, penso: “será que realmente preciso TER isso ou poderia ALUGAR por um determinado tempo.” E isso acabou me proporcionando  uma variedade ainda maior de experiências. Posso morar onde quiser hoje, desde um chalé na montanha na Itália como uma casa de praia na Austrália. Posso me locomover como bem entender nas cidades onde moro, desde um carro para o fim de semana, até uma scooter ou bicicleta para o dia-a-dia. Imagina o quanto custaria para adquirir e manter isso tudo…

Graninha a mais – Eu particularmente não vendi muitas coisas, mas é uma ótima oportunidade de você ofertar alguns desses objetos em sites como OLX e Mercado Livre e ganhar uma graninha extra.

Doações – Nesse processo de me desapegar das coisas, acabei fazendo o bem para outras pessoas doando roupas, objetos e  posses que não tinham mais sentido em minha vida.

O que não é minimalismo?

Minimalismo não é simplesmente sair se desfazendo dos seus bens e não comprar mais nada na sua vida.

Não é sobre número de peças de roupa no seu armário nem sobre uma regra tipo “você só pode ter até 30 itens”.

Não é sobre o tamanho do seu apartamento e número de móveis tipo “mais do que 30 metros quadrados está proíbido”.

Não importa quantas coisas você tenha. O que importa é o valor que elas representam para ti.

Quando você olhar para cada coisa na sua vida, você deve ter facilidade em responder qual o propósito dela existir e o que ela traz de valor na sua vida.

Minimalismo não é apenas ter coisas funcionais. Você também pode (deve) manter aqueles bens que tenham benefícios emocionais para ti.

Minimalismo também não é se isolar do mundo, viver sem eletricidade e se tornar um monge budista meditando 10 horas por dia e se alimentando apenas de arroz.

Você pode (deve) viver uma vida confortável e com regalias se isso tudo fizer sentido para ti. Ninguém deve julgar o que é importante para cada um.

Meus maiores desafios com o minimalismo

Meus maiores desafios nessa jornada foram e são:

Companheira – Tenho uma companheira de vida incrível que também é nômade digital comigo viajando pelo mundo. Mas apesar do minimalismo fazer muito sentido para mim, tive que entender que isso tudo não necessariamente tem o mesmo sentido para ela. E é muito importante respeitá-la e não forçar a barra ou tentar convencê-la que se desfazer de várias coisas é legal. Alguns pares de sapato a mais podem fazer mais sentido para ela e está ok! Isso foi um belo aprendizado para mim.

Peças com valor emocional – Eu fui me desfazendo do meu guarda-roupa gradualmente, e ainda continuo, mas o mais difícil foi me desfazer daquelas camisas que traziam recordações incríveis. Para quem não sabe, eu fui Campeão Mundial de Vôlei de Praia e tinha diversas camisetas e uniformes dos meus campeonatos que eram muito especiais, mas que não utilizava há anos. Então, depois de algumas tentativas de me desfazer, eu acabei doando. Mas em vez de doar aleatoriamente para instituições de caridade (como fiz com a maior parte das minhas roupas), eu acabei doando para familiares e amigos mais próximos que sei que veriam o valor especial naquelas peças, utilizariam em seu dia-a-dia e se sentiriam prestigiados. No final entendi que as memórias não estão nas coisas, mas sim dentro de você.

Por onde começar – No início é muito fácil se sentir sobrecarregado por onde começar. Por isso que para mim funcionou fazer de forma gradual. Duraram alguns anos para eu realmente me desfazer da maior parte dos meus bens e sempre procurava maneiras divertidas como organizar um “bazar da alegria”, organizar desafios estimulando amigos e família a fazer o mesmo do lado deles a fim de promover um troca troca entre todos e outros.

Arrependimento – Teve um ou outro item que eu me arrependi de ter doado, mas foram bem raras as situações.

Algumas práticas para introduzir o minimalismo na sua vida

O mais importante para você saber se o minimalismo faz sentido para ti é testar e começar a introduzir algumas práticas na sua vida.

Eu fiz uma seleção bem legal aqui de coisas que eu comecei a implementar na minha vida e outras que acabei lendo por aí achei que podem te agregar no seu caminho.

1) Mudando seu mindset

Reflita sobre os benefícios que o minimalismo pode trazer para sua vida e veja se vale a pena seguir nessa jornada.

Você não deve fazer isso por ninguém, apenas por você.

Estude o assunto:

→ Leia muitos livros sobre minimalismo, essencialismo, simplicidade, organização e outros temas relacionados a esse estilo de vida. Segue aqui uma lista bem legal .

→ Assista a filmes e documentários. Minha recomendação para iniciar é o The Minimalist.

→ Participe de comunidades no Facebook e outras plataformas sociais para conectar com outros praticantes ou curiosos sobre essa filosofia.

→ Participe ou organize Meetups sobre o assunto na sua cidade – são encontros presenciais para se discutir um tópico específico.

2) Limpando o excesso em sua casa

Comece pelas suas roupas

→ Separe caixas de papelão ou sacos plásticos grandes.

→ Esvazie TODAS as suas roupas do armário e organize por categoria (camisas, bermudas, sapatos, casacos…).

→ Monte seu armário novamente apenas com aqueles itens que você utilizou no último mês (se preferir começar light, pode ser nos últimos 3 ou 6 meses).

→ Depois separe o restante da seguinte forma:

∴ Não uso e não vou usar – venda ou doe.

∴ Gosto mas não uso muito – venda ou doe.

∴ Gosto muito mas só uso de vez em quando – doe para familiares e amigos ou guarde no armário e fique atento na próxima vez que realizar o mesmo exercício.Depois siga com os objetos na mesma lógica

Depois siga com os objetos na mesma lógica

→ Esvazie TODAS as gavetas de escrivaninhas, baús, caixas fechadas, prateleiras.

→ Muito provável que você jogue muita coisa fora aqui.

→ Você pode seguir um desafio de 21 dias muito bacana que os The Minimalist propuseram aqui nesse post. Uma maneira muito boa e divertida de dar os primeiros passos para uma vida mais minimalista.

Segue aqui um resumo ilustrado muito top do canal Ilustradamente sobre o livro A Mágica da Arrumação da Marie Kondo.

 

3) Diminuindo seu ritmo de compras

Antes de comprar qualquer coisa nova, faça as seguintes perguntas:

→ Realmente preciso disso na minha vida?

→ Posso alugar isso em vez de ter?

→ Consigo esperar 1 dia para comprar isso? (muitas vezes bastam 10 minutos para o impulso da compra desaparecer).

→ Tenho condições tranquilas para comprar esse item à vista? (evite comprar coisas parceladas).

4) Vivendo um novo estilo de vida

Fazendo sentido para ti, você pode começar a dar os passos para viver uma vida como nômade digital (falo melhor sobre o que é o nomadismo digital aqui)

→ Você precisa TER uma propriedade ou pode ficar vivendo em locais por temporada enquanto viaja pelo mundo?

→ Se fizer sentido ter uma casa, qual o tamanho ideal para ti?

→ Você precisa MANTER um carro na garagem e arcar com todos os custos de seguro, IPVA, manutenção… ou priorizar transportes públicos, bicicleta, e aluguel temporário do veículo?

Faça um detox de televisão, redes sociais, celular, whatsapp trocando a necessidade de estar informado sobre tudo o tempo todo para focar naquilo que é extremamente relevante para ti.

Aprenda a dizer “não” mais vezes em sua vida para aumentar a qualidade daquilo que você disser “sim”.

Desenvolva novos hábitos diários:

→ Medite por pelo menos 20 minutos.

→ Beba no mínimo 3 litros de água.

→ Durma uma média de 8h.

→ Seja grato por pelo menos 3 coisas positivas.

Continue se desenvolvendo continuamente para viver uma vida com mais sentido e liberdade.

Você também pode encontrar várias outras dicas bem legais aqui no blog Inspiradouro, na Wikihow e no blog Sou Minimalista.

Espero que tenha curtido esse artigo! Como presente, gostaria de te oferecer uma sessão de descoberta (valor de R$250) gratuita para dar os primeiros passos na direção de uma vida com mais sentido e liberdade.

Infelizmente eu não posso garantir que esse presente ainda esteja disponível na data que você estiver lendo esse artigo. Então espero que entenda que há um número limitado de sessões oferecidas e depois, provavelmente, não haverá mais.

Para agendar um horário, é só clicar aqui. E aí, vamos seguir em frente?

 

Gostou desse artigo? Deixe seu comentário abaixo e compartilhe com alguém que você acredita que possa ajudar!