Torne a sua viagem uma aventura 🚘

Torne a sua viagem uma aventura 🚘

Você já teve a impressão de fazer uma viagem e voltar dela com aquela sensação de que não foi muito legal, que foi mais do mesmo, aquela viagenzinha quadrada, praticamente sem graça?

Hoje, nesse texto, eu vou compartilhar com você sete dicas para tornar a sua próxima viagem uma verdadeira aventura.

 

Mais aventura na sua viagem

Simples viagens podem ter um espírito aventureiro, por isso, vou te mostrar um pouco mais como aproveitar melhor seus próximos passeios.

Para criar essa lista, tomei como inspiração o podcast chamado Optimal Living Daily, onde uma pessoa lê artigos escritos por outras pessoas.

Por fim, vou elaborar algumas ideias e trazer exemplos interessantes para tornar sua viagem mais aventureira.

 

1 – Escolha um destino que seja improvável

Certifique-se que o seu destino seja onde seus amigos não conheçam ou que tenha pouca informação em guias, blogs de viagens e tal. Aquele tipo de viagem que você vai um pouco no escuro. Essa é uma importante escolha para trazer mais aventura para a sua viagem.

E não estruture demais a sua agenda… isso acaba deixando pouca margem para o espontâneo e para as maravilhas que acontecem quando improvisamos.

Dessa forma, então, na próxima viagem, em vez de escolher os hotspots, onde todo mundo está indo, escolha aqueles lugares que ainda estão sendo descobertos, que pouca gente está comentando. Uma Malásia da vida ou outros lugares mais remotos vão fazer da sua experiência única.

 

2 – Redes sociais

Eu sei como é importante compartilhar aquelas fotos maravilhosas, com filtros lindos no Instagram.

E isso faz parte também de você mostrar para o mundo, família e amigos o que você está vivenciando. É algo importante… eu entendo.

No entanto, reserve isso para momentos específicos.

Não fique ligado 100% nas redes sociais, na internet, e-mail.

Desconecte um pouco. Deixe isso, se for realmente necessário, para alguns momentos no final do dia, que você possa fazer com calma.

Quando estiver em lugares, aproveite o local, vivencie aquela sensação única, aproveite as maravilhas que a viagem pode proporcionar através das pessoas, das conexões, das paisagens estonteantes dos cheiros… 

Portanto, se você só estiver no mundo virtual, seja no Instagram, no Facebook ou no WhatsApp, por exemplo, falando, compartilhando, fazendo stories, você acaba não aproveitando ao máximo.

Então, minimize o uso.

Caso queira ser ainda mais radical, se desconecte completamente, tenho certeza que a sua experiência pode ser ainda mais incrível.

 

Mas, meu trabalho exige conexão…

Dessa forma, você precisa ser o mais organizado possível e reservar momentos no dia a dia para realizar o seu trabalho.

Existem muitos fotógrafos que trabalham assim, por exemplo, com blogs de viagem.

Nesses casos, você definitivamente pode curtir seus momentos, sem negligenciar a sua profissão.

 

3 – Viaje low budget

Todo mundo tem seu estilo de viagem. Algumas pessoas gostam de mais conforto, sofisticação, outras vão no estilo mais acessível. Mas, a questão aqui é: tente viajar low budget.

Assim, viajar com um “orçamento mais baixo” te permite improvisar durante a viagem, ter mais surpresas.

Isso não acontece tanto quando você está acostumado a hotéis cinco estrelas, ótimos restaurantes, só coisa top, pois você acaba indo mais seguro, com tudo roteirizado. 

Óbvio que o conforto é uma ótima experiência. Mas, mudar um pouco de rotina é sempre interessante.

Se hospede em albergues ou durma no sofá de alguém no couchsurfing, se estiver sozinho. Tente um airbnbs mais low cost, como uma casinha de bambu na Malásia.

A ideia aqui é, portanto, que você saia da sua zona de conforto. Experimente coisas mais locais como, por exemplo, restaurantes mais baratos, onde você vai ter uma comida mais típica e menos sofisticada.

Em relação ao transporte, não fique apenas usando táxi e UBER, experimente o serviço público do lugar.

Quando você pega um ônibus ou um metrô da cidade, você entende muito mais e, às vezes, pode rolar uma aventura inesperada.

 

Experiência própria…

Uma vez, eu fui pra Alemanha para jogar um torneio de vôlei de praia com o Roninho, um parceiro meu, e acabou que a gente pegou o trem e não sabia que o ticket era só de uma ida.

Como o ticket não era do dia todo, fomos parados pelos policiais. Um cara tentou falar pra gente fugir, até botou a bicicleta na frente dos policiais. A gente não tava entendendo nada.

Enfim, foi uma puta aventura, a gente depois trocou uma ideia com o policial, ele foi lá, explicou para a gente, não pagamos nenhuma multa, só compramos o ticket diário.

Mas, esse tipo de coisa só acontece se você se expor. Ou você vai ficar no táxi aqui e ali e é a segurança.

 

4 – Ajude pessoas

Têm várias formas de fazer isso na sua viagem.

Você pode planejar um pouco mais isso e fazer um voluntariado. Podem ser alguns dias, algumas semanas, mas quando você faz o bem, tem o senso de contribuição muito legal que torna sua viagem especial.

Por exemplo: você pode simplesmente dar carona na rua. Isso aconteceu com a gente uma vez.

Conhecemos um casal de meninas muito simpáticas que estavam explorando o mundo. Elas eram bem novinhas, com 18 anos, e estavam trocando a hospedagem por um trabalho em uma fazenda.

A carona foi lá na casa da puta que pariu, mais de meia hora, mas foi muito legal poder ajudá-las

Isso despertou na gente um novo formato de observar as viagens, sempre ligado em alguém que pudéssemos ajudar.

Em outra oportunidade, a gente conheceu uma brasileira num camping. Ela estava viajando 22 dias pela Nova Zelândia, sozinha. Maior barato! História de vida maneiríssima. A gente acabou fazendo um jantar junto. Foi uma experiência incrível conhecer uma pessoa nova, com uma história legal.

Coisas assim, você simplesmente não espera e lapidam sentido de qualquer viagem.

 

5 – Pergunte sempre aos locais

Sem dúvidas, é o que mais vai te ajudar a tornar sua viagem uma aventura.

Isso acontece porque as pessoas locais conhecem melhor do que ninguém a região e podem te contar aqueles segredinhos que não estão no guia de turismo ou indicar aqueles restaurantes onde eles comem.

Experiências que não serão necessariamente boas para você, mas vai te levar ter a surpresas positivas ou negativas com as descobertas.

Certamente, essa vai ser uma grande aventura. É uma oportunidade de fazer novas amizades, também.

Na maioria dos países, as pessoas são simpáticas, dão dicas, ajudam a te levar aos melhores locais e, muitas vezes, te acolhem na própria casa.

Dessa forma, se você puder conhecer um pouco mais do que os guias e os blogs dizem, com certeza, sua viagem será muito mais especial.

 

6 – Se perca nas estradas

Vale a pena levar um GPS, é sempre bom ter um plano B, mas se perder em estradas, chegar em vilarejos, conhecer cidades e novas rotas é muito legal.

Confie na sua intuição, nas placas, mesmo que você não entenda tudo. Assim, você vai tornar sua viagem muito mais aventureira e ser um explorador.

Pode ser que chova bastante o final de semana e você atole em alguma pontinha da Ilha, como aconteceu com a gente nesses últimos dias. Por fim, contamos com a ajuda de um cara passando na rua para nos puxar.

Mas, isso tudo torna a viagem única e com um gostinho muito maior de aventura e descoberta.

Eu, pela primeira vez, vivenciei aquela famosa cena do filme onde a mulher está no carro acelerando, e o cara está atrás empurrando, com a lama vindo toda na cara.

Então, esse tipo de coisa é legal contar. Um pouco de aventura, pitadas que vão deixando sua viagem mais interessante.

 

7 – Ouse nos restaurantes

É muito legal quando você pede algo sem saber o que é ou vai naquele prato meio bizarro.

Quando a gente foi no Japão nessa última vez, pedimos cérebro de caranguejo. Acredite, foi uma delícia!

Quando tem muita opção, por exemplo, eu pergunto pra pessoa: “Qual é o seu top 3?”. Assim, eu peço uma das opções. é esse tipo de coisa que vai trazer pequenas surpresas que vão apimentando sua viagem.

Imagine um gringo ir para o Brasil e não experimentar coração de galinha, que para a gente é bem normal. Mas, para muita gente, isso é coisa de canibal maluco. Então, a pegada é justamente essa.

O importante é você ser criativo, pensar em formas de se desafiar, sair da zona de conforto e testar coisas novas

Experimente coisas não tão óbvias, porque, com certeza, isso será um pouco mais de história para contar quando voltar para casa. Assim, você vai ter muita história para contar

Mas, pode ter certeza de uma coisa: são os perrengues que você vai lembrar, que você vai dar risada.

É muito importante não planejar tudo, dessa forma, você dá margem para outros perrengues acontecerem e mais experiência ser acumulada.

Superar esses perrengues te torna mais forte, mais experiente para a próxima viagem.

Tente sempre pensar em como trazer uma pitada a mais de aventura. E, se você se permitir, certamente sua próxima viagem será uma verdadeira aventura.

Ian Borges Lifestyle Strategist - viagem aventura


Espero que tenha curtido esse artigo! Como presente, gostaria de te oferecer uma sessão de coaching experimental (valor de R$600) gratuita para dar os primeiros passos na direção de uma vida com mais sentido e liberdade.

Nessa sessão, eu vou te ajudar a ser tornar mais protagonista de sua própria vida. Ou seja, descobrir sua arte, conquistar a confiança para se dedicar a um projeto que ame, e modelar seu lifestyle para viver uma vida que valha a pena!

Infelizmente eu não posso garantir que esse presente ainda esteja disponível na data que você estiver lendo esse artigo. Então espero que entenda que há um número limitado de sessões oferecidas e depois, provavelmente, não haverá mais.

Para agendar um horário, é só clicar aqui. E aí, vamos seguir em frente?


E aí, curtiu o artigo? Deixe seu comentário abaixo e compartilhe com alguém que você acredita que possa ajudar!

 

Mindset de crescimento: como desenvolver? 💭

Mindset de crescimento: como desenvolver? 💭

Hoje, eu vou provar para você que tamanho não é documento e como com um mindset de crescimento e muito treinamento pode te fazer conquistar coisas extraordinárias na vida.

 

Desenvolvendo um mindset

Para quem conhece um pouquinho da minha história, sabe que eu fui um esportista: Campeão Mundial de Vôlei de Praia Sub-18. Depois, tive a oportunidade de ser diretor de uma importante multinacional. Hoje, me tornei um empreendedor e nômade digital.

 

Talento Vs Esforço

Em relação ao esporte, você acha que eu nasci com esse talento? Óbvio que não. Com muito treinamento ao longo da vida, fui lentamente desenvolvendo essa capacidade. Eu não tinha todas as condições favoráveis para isso.

Sempre fui muito baixinho, minha família não tinha grana o suficiente para me “paitrocinar” e me levar para todos os torneios, comprar todas as coisas que eu precisava.

Eu morava longe pra caramba lá do meu treino. Eu morava em Pendotiba, também conhecida como PendoJango, lá em Niterói e treinava em Ipanema. Enfim, tinha uma série de condições desfavoráveis.

Mas, você acha que isso me impediu de seguir em frente? Claro que não. Eu acabei de ler um livro que se chama Mindset. No livro, ele fala muito bem sobre a diferença entre Mindset fixo e Mindset de crescimento.

 

Mindset Fixo Vs Mindset de Crescimento: principal diferença

O mindset fixo nos diz que as pessoas nascem com o talento prédeterminado. Ou seja, a pessoa tem o dom ou não.

Já o mindset de crescimento fala que você pode aprender, que você deve aprender, que a vida é uma constante jornada de evolução, que você deve treinar bastante para chegar onde você quer.

Então, era muito fácil chegarem depois de ter conquistado o título e falarem: “Parabéns, Ian! Do caralho mesmo. Você é um cara de sorte”.

Então, pense que isso não tem nada a ver com sorte. Ninguém vê que durante mais de dez anos da minha vida, eu treinei pesado por pelo menos 10 mil horas, correndo atrás de apoios que pudessem alimentar o meu sonho.

Eu era conhecido como “mendigo da praia de Icaraí” lá em Niterói, porque eu saía batendo na porta de todas as lojas para receber apoios e patrocinos.

Minha família não tinha grana para bancar várias paradas e eu não ganhava muito dinheiro ali… apenas apoios para me manter focado nos treinos.

 

Fazendo o possível ao meu redor

Foi, então, que eu fiz mais de 300 currículos.

Assim, eu tinha apoio desde cursos de inglês, francês, espanhol, terapias orientais, academia, loja de roupas, óculos, xerox, tinha cabeleireiro. Parecia short da Fórmula 1. Sem ganhar nada!

Por outro lado, não gastava dinheiro, dando menos trabalho assim para os meus pais.

Ninguém via que eu gastava duas horas para ir ao treino, duas para voltar.

Lá em Ipanema, o treino, muitas vezes, começava às 7 horas da manhã. Tinha que acordar 4h30, 5h.

Durante a viagem de ida e volta, eu aproveitava pra estudar, porque eram os únicos momentos que eu tinha para poder dar um gás na Universidade, onde eu também tinha patrocínio: na ESPM, a bolsa era de 100%.

 

Perspectiva do esforço

Então, isso tudo não fica aparente para o mundo, mas são esforços que todos os atletas, todos os esportistas de ponta, todos os grandes cientistas, grandes empresários, empreendedores. Todos eles têm uma história de esforço muito grande.

Então, quando eu li esse livro, ficou muito claro pra mim o meu desenvolvimento desde a infância, meus pais foram me ajudaram a desenvolver o mindset de crescimento.

De entender que eu poderia ser melhor, estar em uma constante evolução na minha vida, sempre 1% melhor do que ontem.

 

Eu não acho que sou supertalentoso ou diferenciado…

O que eu posso dominar não é o que veio do passado, que está no meu DNA, mas, sim, o que eu posso fazer a partir do hoje e do agora.

Todo esforço que eu posso colocar na minha carreira, na minha arte, na minha paixão, no meu propósito. Isso eu domino!

Assim, eu consegui implementar um mindset de constante aprendizado e constante evolução, me leva sempre a ultrapassar os meus limites.

Então, quem ia imaginar que eu ia conquistar a medalha de ouro num campeonato mundial de vôlei de praia sub-18, com 15 anos de idade, sendo o mais baixo da competição?

Então, não pensa que foi coincidência. Eu ralei muito.

Se pegar aí um ano médio durante os últimos dez anos onde eu joguei, eu treinava pelo menos 360 dias ao ano, mesmo quando estava de férias. Eu ainda continuava jogando, porque eu amava o vôlei. Amava jogar com meus amigos, assim, nunca foi um sacrifício.

Dessa forma, fui adquirindo experiência e tive uma inspiração muito grande que era meu pai, que jogou. Ele me apoiou! Minha mãe também sempre me deu apoio total. Disso, eu não posso reclamar. Nunca tive luxo, mas nunca faltou comida ou educação.

E, se eu consegui, tenho certeza que você também pode.

Por fim, essa é uma questão de mindset de crescimento, esforço, ralação e muito suor para conquistar os seus sonhos.

 

Novos ares

Mas você pode estar se perguntando: “Porque, Ian, você não seguiu carreira?”

Eu até poderia ter seguido carreira…

Fui campeão mundial com o Pedro Solberg, que foi para a Olimpíada, jogava com Alisson e Bruno. Então, é um grande orgulho pra mim ver essa galera que eu jogava, Roninho, Oscar, uma galera que está top aí, ganhando torneios, viajando pelo mundo.

Por outro lado, o sentimento era que eu precisava de novo desafio na minha vida.

Na carreira corporativa, onde eu trabalhei 10 anos na L’Oréal, me tornei diretor. Agora, iniciei um novo ciclo com mais propósito ainda: sou empreendedor, nômade digital, lifestyle strategist.

E, dessa forma, acho que a vida é composta por vários ciclos. Então, eu tive um ciclo muito feliz como jogador de vôlei de praia, conquistei várias coisas legais. Mas, resolvi em algum momento mudar.

Por fim, espero que você se questione, mude também, se reinvente, mas sempre com muito tesão, muita vontade de fazer e dar o seu melhor.

Lifestyle Hacking Ian Borges


Espero que tenha curtido esse artigo! Como presente, gostaria de te oferecer uma sessão de coaching experimental (valor de R$600) gratuita para dar os primeiros passos na direção de uma vida com mais sentido e liberdade.

Nessa sessão, eu vou te ajudar a ser tornar mais protagonista de sua própria vida. Ou seja, descobrir sua arte, conquistar a confiança para se dedicar a um projeto que ame, e modelar seu lifestyle para viver uma vida que valha a pena!

Infelizmente eu não posso garantir que esse presente ainda esteja disponível na data que você estiver lendo esse artigo. Então espero que entenda que há um número limitado de sessões oferecidas e depois, provavelmente, não haverá mais.

Para agendar um horário, é só clicar aqui. E aí, vamos seguir em frente?


E aí, curtiu o artigo? Deixe seu comentário abaixo e compartilhe com alguém que você acredita que possa ajudar!

 

Como fazer exercícios sem academia 🏋‍♂

Como fazer exercícios sem academia 🏋‍♂

Você já se viu dando uma desculpa de não fazer exercícios porque não tinha academia por perto, estava sem dinheiro para bancar um personal ou simplesmente porque não tinha tempo?

Hoje, vou compartilhar com você algumas dicas que vão te ajudar a parar de procrastinar, parar de mi mi mi e levantar a bunda aí para se exercitar todo dia. Quero contar um pouco como eu faço essa rotina mesmo viajando de motorhome, sem casa, academia, nem nada por perto.

 

Fazendo exercícios em qualquer lugar

Em primeiro lugar, comece devagar, sem criar uma barreira de entrada muito grande.

Comece a criar uma rotina, onde seja viável.

Inicia com duas, três vezes por semana, veja os horários que se sente mais disposto a fazer o exercício, reforce o real motivo de estar em movimento… é saúde, cuidado do corpo, autoestima, tudo junto?

Com esses elementos bem claros, é partir para a ação.

Há diversos exercícios e vou falar de alguns que combinam para mim.

 

“Malhação Van Damme”.

Isso é como eu chamo os meus exercícios. Eu começo com um aquecimento, uma corridinha de 10 a 20 minutos que faço ouvindo podcasts, vídeos que sejam interessantes ou um curso que esteja fazendo.

Eu aproveito o momento da corrida, que eu não curto tanto, para ouvir algo que me enriqueça a mente.

Geralmente, estamos viajando por lugares super legais e cidades interessantes. Então, pra mim, essa corridinha é uma maneira de explorar o local. Naqueles 20 minutos eu já tenho um overview da área.

 

“Hiit”

Depois, eu inicio o que é conhecido como Hiit (High Intensity Interval Training), que quer dizer mais ou menos um estilo de exercício que pode ser feito entre sete a 30 minutos, dependendo da modalidade, mas que compõe exercícios de alta intensidade com pequenos intervalos de descanso em movimentação.

Esses exercícios você pode fazer em qualquer lugar. Não precisa de academia, de pesos. Basta ter um banco, um espaço, um gramado, o que for para conseguir exercitá-los.

São várias formas bem tranquilas. Basta sentir o que está doendo para ver o que pode estar forçando sua articulação. Mas em geral são exercícios bem simples como agachamentos, flexões, exercícios para o tríceps, abdominais.

Opções diferentes para você ir fazendo.

O que acontece também em nossas viagens é que muitos prédios que estamos tem academia.

Então, você vai lá, adapta a mesma coisa, de repente coloca um peso, pode fazer exercícios complementares. Em praias também há aquelas barras, como você pode encontrar na orla do Rio de Janeiro, onde você consegue fazer várias paradas.

 

Para quem curte academia…

Mas para quem curte mesmo academia, sempre há opções de algumas mais baratas, que cobram diárias que valem a pena caso você queira fazer um exercício mais completo.

O importante é se colocar em movimento, porque há várias opções.

Pare de dar desculpas porque assim você vai ficar a vida toda achando uma coisa ou outra para te impedir de começar algo.

E desenvolva uma rotina para cuidar do seu corpo, que é um dos elementos mais importantes da sua vida. Se você não estiver bem com seu corpo, sua saúde, autoestima, é muito difícil cuidar do resto.

Por menor que seja sua rotina de exercícios, continue, seja resiliente porque assim vai melhorando, cada dia acrescentando mais tempo, um dia da semana. E sempre aprimorando.

Espero que tenha gostado das dicas. É tudo muito simples para te ajudar a não perder tempo.

Comece a fazer os exercícios que isso é muito importante!

Ian Borges Lifestyle Strategist - exercícios sem academia


Espero que tenha curtido esse artigo! Como presente, gostaria de te oferecer uma sessão de coaching experimental (valor de R$600) gratuita para dar os primeiros passos na direção de uma vida com mais sentido e liberdade.

Nessa sessão, eu vou te ajudar a ser tornar mais protagonista de sua própria vida. Ou seja, descobrir sua arte, conquistar a confiança para se dedicar a um projeto que ame, e modelar seu lifestyle para viver uma vida que valha a pena!

Infelizmente eu não posso garantir que esse presente ainda esteja disponível na data que você estiver lendo esse artigo. Então espero que entenda que há um número limitado de sessões oferecidas e depois, provavelmente, não haverá mais.

Para agendar um horário, é só clicar aqui. E aí, vamos seguir em frente?


E aí, curtiu o artigo? Deixe seu comentário abaixo e compartilhe com alguém que você acredita que possa ajudar!

 

Negócios online: 10 erros que você deve evitar ⚠

Negócios online: 10 erros que você deve evitar ⚠

Hoje, eu vou falar sobre os 10 principais erros que você deve evitar antes de criar um negócio online. Esse tópico é muito importante, principalmente, para quem está buscando criar um novo projeto de vida, ajudando, assim, inúmeras pessoas com conteúdo diversificado.

 

Negócios online: estratégias e produção de qualidade

Geralmente, se vai para o mundo online porque tem muitas facilidades em relação à liberdade geográfica, a poder tocar remotamente seu projeto.

Então, com certeza, você vai ver muito valor nesses 10 erros para evitar. 

Me inspirei em uma empresa americana, que fala muito sobre essa questão de negócios online, sobre empreendedorismo, marketing digital.

 

1 – Não espere tanto tempo para lançar um produto ou serviço

Esse é um risco que muita gente comete ao criar um blog, ao começar a criar conteúdo, acaba que fica esperando pela métrica de ouro.

São os mil inscritos, os dez mil, os cem mil antes de se expor com o produto para ver se realmente alguém vai comprar aquilo.

Então, o quanto antes você conseguir já testar as suas ideias com o produto, nem que seja algo muito baratinho, um ebook inicial que possa custar poucos reais, mas o quanto antes você puder colocar algo no mercado para realmente validar as suas hipóteses, suas expectativas para gerar renda, faça.

 

2 – Tentar resolver um problema que não existe

Tem uma galera que acha que teve uma ideia genial, mas, quando você vai para o mercado, realmente ninguém tem essa dor.

Às vezes pode estar muito no início de uma dor.

Outras vezes, simplesmente é algo na sua cabeça, mas o quanto antes você começar a testar realmente o que está querendo vender, se tem um problema real por trás, melhor.

 

3 – Não escutar os seus consumidores

É muito importante você ter o máximo de contato com eles, escutá-los, fazer entrevistas, reclamação, tudo que você puder gerar de insight sobre a experiência deles, o contato deles com a sua marca, com seu conteúdo, com seus produtos..

Então realmente passe muito tempo, principalmente no início do seu negócio, escutando e trocando ideia com essa galera.

 

4 – Não se diferenciar

É muito importante não apenas seguir a onda do momento, ver quais são as oportunidades de ouro e ir lá replicar tudo que todos estão fazendo. Isso não vai te levar a lugar nenhum porque muitas dessas pessoas iniciaram antes, já tem mais experiência.

Então se você fizer exatamente a mesma coisa, não vai chegar a lugar algum.

Você precisa ter uma proposta única de valor, diferenciada. Caso contrário, vai ser muito difícil sair do barulho da multidão, todo mundo falando a mesma coisa.

As pessoas tem que conseguir responder rapidamente o motivo de te consumirem.

Se você não conseguir definir de forma diferenciada o motivo de existir, vale a pena rever tudo que está fazendo.

 

5 – Escolher um tópico que você não curte

Se você escolher um ramo que não conecta com você, muito provavelmente vai desistir e não criar nada de valor.

Como empreendedor, você vai comer muita merda, passar muito perrengue.

Se nessas horas você não estiver trabalhando com algo que gosta, que ama, que realmente enxerga um propósito, com certeza vai abandonar na primeira dificuldade.

 

6 – Começar com expectativas completamente fora da realidade

Pensar coisas como aquilo de “tenho o próprio negócio, então sou meu chefe, tenho mais tempo para mim, mais flexibilidade, vou trabalhar menos, estar de férias o tempo todo”.

Esquece isso tudo!

Com seu negócio, você vai trabalhar provavelmente muito mais que no emprego corporativo que você tinha.

Seu nível de responsabilidade vai ser muito maior. Talvez a pressão que se coloque também, porque você depende unicamente do sucesso do que produzir.

E uma dica simples é falar com vários empreendedores. Conversa com a galera que já está aí há mais de cinco, dez, vinte anos.

Eles vão te explicar tudo sem esse mar cor de rosas que muita gente acaba criando sobre os benefícios do empreendedorismo. Tem muita coisa boa, claro, mas você não pode se iludir.

 

7 – Muita reflexão e pouca ação

Empreendedorismo é suor. Aquela famosa frase de 1% de inspiração e 99% de execução.

Porque empreendedorismo é executar, pegar todas as ideias e começar a testar, experimentar, validar, melhorar.

Não adianta achar que com boas ideias está tudo resolvido. A questão é a execução. É o que diferencia quem vai criar realmente valor no mercado.

 

8 – Tentar seguir essa jornada sozinho

A criação de negócio exige pessoas, colaboração, aprendizado em conjunto.

Então consiga montar uma equipe, escolher os bons sócios complementares às suas características, mentores que podem te ajudar ao longo da jornada, amigos e familiares que vão te apoiar nos momentos difíceis.

Isso é muito importante para você seguir de forma resiliente e alcançar a complementariedade de perfis. Por melhor que você seja, não consegue fazer tudo e não vai fazer tudo bem.

 

9 – Confundir um blog com business

Um blog, fotolog, instagram… isso tudo é muito legal para gerar audiência. Mas é a audiência que vai te gerar o business.

Você precisa criar produtos, serviços. Não adianta ficar olhando só suas vaidades, número de inscritos, seguidores.

Isso é maravilhoso se você tiver ideias concretas para criar produtos para vender a essa galera. Caso contrário, isso simplesmente não vai sustentar sua vida.

 

10 – Não começar

Esse é o pior de todos. Muitas pessoas acabam vivendo no mundo das ideias, esperando o momento perfeito, e ele nunca vai chegar.

Você precisa iniciar. Pequenos passos, um de cada vez. Você precisa se colocar em movimento e entender que os erros fazem parte do crescimento, da jornada.

Então se acostume com os erros, não tenha medo do fracasso, de se expor. Porque assim você vai conseguir seguir em uma boa direção para empreender cada vez mais para encontrar sucesso.

 

Se torne um empreendedor de sucesso…

Não é fácil e vai demandar muita coragem da sua parte. Mas para alcançar coisas grandes na vida, coisas extraordinárias, não é na zona de conforto que você vai conseguir.

Se desafie, tenha clareza de onde quer chegar e bote a cara.

Espero que tenha gostado desses 10 erros que você deve evitar para criar um negócio online. Se você está buscando empreender, precisa evitar esses erros e essas dicas vão te ajudar bastante.

Ian Borges Lifestyle Strategist - negócios online


Espero que tenha curtido esse artigo! Como presente, gostaria de te oferecer uma sessão de coaching experimental (valor de R$600) gratuita para dar os primeiros passos na direção de uma vida com mais sentido e liberdade.

Nessa sessão, eu vou te ajudar a ser tornar mais protagonista de sua própria vida. Ou seja, descobrir sua arte, conquistar a confiança para se dedicar a um projeto que ame, e modelar seu lifestyle para viver uma vida que valha a pena!

Infelizmente eu não posso garantir que esse presente ainda esteja disponível na data que você estiver lendo esse artigo. Então espero que entenda que há um número limitado de sessões oferecidas e depois, provavelmente, não haverá mais.

Para agendar um horário, é só clicar aqui. E aí, vamos seguir em frente?


E aí, curtiu o artigo? Deixe seu comentário abaixo e compartilhe com alguém que você acredita que possa ajudar!

 

Quantas horas eu preciso dormir por noite? 😴

Quantas horas eu preciso dormir por noite? 😴

Quantas horas você precisa dormir por noite para ser uma pessoa mais produtivaestar mais disposta no dia a dia sem se sentir cansado?

Infelizmente nem todos sabem o quão fundamental é ter uma boa noite de sono, e nesse artigo, eu vou explicar os principais benefícios e práticas para você melhorar os seus hábitos de sono!

 

Não existe uma regra

Essa resposta é baseada em cada pessoa. Ou seja, depende muito da sua idade e do seu organismo.

Por outro lado, é importante ressaltar que ter uma boa noite de sono é fundamental para qualquer pessoa, pois fortalece seu corpo, sua mente, sua saúde no geral, te proporcionando um dia produtivo após acordar.

Atualmente, com tantos compromissos e projetos que desejamos terminar, acabamos cortando algumas horas necessárias de sono. Mas, o resultado disso vem e não demora muito para acontecer.

A recomendação, segundo especialistas, é dormir de sete a nove horas por dia.

Para algumas pessoas, por exemplo, dormir seis horas por noite pode ser o suficiente para se sentirem descansadas. Isso pode acontecer, mas não é a regra.

Agora, dormir menos do que seis horas não é saudável para nenhum tipo de organismo.

Como a maioria das pessoas não dorme o suficiente, ter problemas para dormir acaba sendo bem comum. E, com isso, a motivação para dormir o tempo necessário acaba não existindo.

 

Práticas para dormir melhor

Agora, vou falar de algumas dicas interessantes que vão te ajudar a ter noites saudáveis de sono.

 

1. Ter horário para dormir

Mais importante do que ter um horário para acordar é dormir aproximadamente no mesmo horário. Faça isso sempre que possível!

Vai estimular o seu organismo a se regular melhor e você vai sentir sono quando se aproxima desse horário.

 

2. Criar uma rotina

Criar uma rotina pouco antes de dormir também interfere na qualidade do sono.

Então, aproximadamente uma hora antes ou até mais um pouco, vá se desconectando de celular, televisão, computador ou qualquer tipo de eletrônico. Comece a diminuir as luzes para ir se acostumando e vá criando esse ambiente mais tranquilo para se preparar para dormir.

 

3. Pratique exercícios constantemente

A prática de exercícios físicos diariamente, além de ajudar na sua saúde, vai contribuir para que você tenha uma boa noite de sono.

Após uma corrida ou outro exercício físico, devido ao esforço necessário, você se sentirá cansado o bastante e pegará no sono mais rapidamente.

 

4. Confortabilidade

E claro que a cama, o colchão e um travesseiro podem e vão contribuir bastante nesse processo.

Um canto que te proporcione conforto é fundamental para que você consiga relaxar e descansar para o dia seguinte.

Aqui, você verá um vídeo em que eu abordo 12 dicas mais detalhadas que eu tirei do livro WHY WE SLEEP do autor Matthew Walker.

Note a importância desse texto para a sua vida…

O objetivo aqui foi te mostrar um pouco mais da importância de termos boas noites de sono para a nossa vida.

Pare de ignorar esse tema tão importante e comece a dar toda a atenção necessária para esse assunto.

Sua vida vai ser muito melhor, sem dúvidas.


Espero que tenha curtido esse artigo! Como presente, gostaria de te oferecer uma sessão de coaching experimental (valor de R$600) gratuita para dar os primeiros passos na direção de uma vida com mais sentido e liberdade.

Nessa sessão, eu vou te ajudar a ser tornar mais protagonista de sua própria vida. Ou seja, descobrir sua arte, conquistar a confiança para se dedicar a um projeto que ame, e modelar seu lifestyle para viver uma vida que valha a pena!

Infelizmente eu não posso garantir que esse presente ainda esteja disponível na data que você estiver lendo esse artigo. Então espero que entenda que há um número limitado de sessões oferecidas e depois, provavelmente, não haverá mais.

Para agendar um horário, é só clicar aqui. E aí, vamos seguir em frente?


E aí, curtiu o artigo? Deixe seu comentário abaixo e compartilhe com alguém que você acredita que possa ajudar!

Ritual matinal, como ter uma manhã mais positiva e produtiva? 🌤

Ritual matinal, como ter uma manhã mais positiva e produtiva? 🌤

Alguns comportamentos são responsáveis por tornar seu dia melhor e mais produtivo. Já outros podem fazer dele um verdadeiro desastre. Nesse texto, eu vou falar um pouco sobre o ritual matinal, te ajudando a ter uma manhã mais produtiva e rendimentos ao longo do dia.

 

Começando pelo ritual matinal

Se você deseja ser mais produtivo e ter uma vida diferente, não deixe de ler esse texto até o final e pensar sobre o ritual matinal.

Criar uma rotina logo de manhã é fundamental para essas mudanças. Mas, tudo deve começar na noite anterior, que é quando você assumirá consigo mesmo o compromisso de fazer o dia seguinte ser melhor.

A primeira dica é pensar qual a coisa mais importante que você precisa fazer no dia seguinte.

Tim Ferriss, em seu livro Trabalhe 4 Horas Por Semana, dá a dica de sempre realizar o que é importante antes das 11h da manhã.

E, para isso, é necessário ter um ritual e uma manhã produtiva.

Pense qual atividade que, ao ser cumprida, vai te deixar com a sensação de que seu dia valeu a pena.

Definiu?

Então, é hora de começar o ritual, com uma boa noite de sono (entre 7 a 9h pelo menos).

Na manhã seguinte, você precisa estar descansado e disposto para o seu dia. E ficar adiando a hora de levantar e usando a função soneca está totalmente fora de cogitação.

No dia anterior, você vai ter definido o seu dia, feito um planejamento. Então, não estrague tudo isso por causa de cinco ou dez minutos a mais deitado na cama.

Vencer a preguiça é a primeira coisa que o homem deve procurar, se quiser ser dono do seu destino. – Thomas Atkinson

 

Atitudes para iniciar sua manhã

Algumas simples atitudes podem e vão ajudar a tornar o seu dia mais produtivo e dentro do que você espera.

Esqueça seu celular durante as primeiras etapas da sua manhã.

Se você der aquela olhadinha no email, whatsapp ou redes sociais, já irá criar uma série de tensões e compromissos com a agenda dos outros e não com a sua!

Antes de tudo, hidrate-se! Você ficou horas sem beber água, então nada melhor como uma bela hidratação e idealmente, um limão espremido com algumas pitadas de sal do Himalaya. 😉

Medite, faça yoga e/ou pratique exercícios logo de manhã. Caso ainda não esteja meditando, segue aqui um belo video para te ajudar a iniciar.

Durante o exercício, ouça um podcast que te desenvolva como pessoa ou profissional.

Depois, tome um belo banho gelado para limpar a alma e acordar o seu corpo. E se tiver tempo, desenvolva um hábito de leitura.

Em seguida, tome seu café da manhã com calma e presença plena.

Eu curto bastante tomar o nutritivo café Bullet Proof e algumas frutas como uma banana ou abacate com mel orgânico e uma colher de chia.

Daí então, inicie sua rotina de trabalho, com foco total na tarefa escolhida na noite anterior.

Assim, por mais que o dia tenha imprevistos, você terá a sensação de dever cumprido se logo depois do ritual matinal terminar a tarefa mais importante do dia.

 

Grande vantagem

Ao final disso tudo, você terá a sensação que seu dia foi muito produtivo e vai querer repetir esse ritual todos os dias, o que é uma ótima ideia.

Saiba que tudo começa com um pequeno planejamento.

Pare e pense no que você tem de importante para fazer no dia seguinte, durma cedo e tenha uma boa noite de sono.

Esse é o básico. Depois siga as dicas para ter um ritual matinal e começar seu dia dessa forma que os resultados serão ótimos!

Ian Borges Lifestyle Strategist - manhã


Espero que tenha curtido esse artigo! Como presente, gostaria de te oferecer uma sessão de coaching experimental (valor de R$600) gratuita para dar os primeiros passos na direção de uma vida com mais sentido e liberdade.

Nessa sessão, eu vou te ajudar a ser tornar mais protagonista de sua própria vida. Ou seja, descobrir sua arte, conquistar a confiança para se dedicar a um projeto que ame, e modelar seu lifestyle para viver uma vida que valha a pena!

Infelizmente eu não posso garantir que esse presente ainda esteja disponível na data que você estiver lendo esse artigo. Então espero que entenda que há um número limitado de sessões oferecidas e depois, provavelmente, não haverá mais.

Para agendar um horário, é só clicar aqui. E aí, vamos seguir em frente?


E aí, curtiu o artigo? Deixe seu comentário abaixo e compartilhe com alguém que você acredita que possa ajudar!