SALTO DE FÉ: aprenda a dar um passo importante em sua vida!

SALTO DE FÉ: aprenda a dar um passo importante em sua vida!

Por mais difícil que seja tomar uma decisão radical, há momentos que elas são necessárias para iniciarmos um novo ciclo em busca de mais sentido em nossas vidas.

Hoje eu quero contar como dei o Salto de Fé na minha vida e mostrar  como isso é totalmente possível.

Você também pode dar o seu salto e eu quero te ajudar nessa decisão. 😉

O que é Salto de fé?

Salto de fé é uma expressão utilizada para demonstrar ruptura.  

Não simboliza uma  passagem, pois não é gradual ou feito de forma suave. É a ruptura de uma postura anterior perante a vida para outra completamente diferente. Algo que te tire de vez da zona de conforto.

A pessoa que pretende dar o Salto de Fé quer uma mudança radical em alguma área da vida, seja ela profissional ou pessoal.

Dar esse salto pode parecer arriscado, mas como tudo na vida, se você quiser obter grandes conquistas e ter uma maior impacto, não será assistindo TV no conforto do seu sofá esperando a aposentadoria chegar…  

 

Sobre o meu Salto de Fé

Eu tinha um cargo super confortável em uma grande Multinacional, a Lóreal. Era diretor de Comunicação e Marketing Digital.  Aos 28 anos já tinha um salário muito acima da média para a minha idade, com muitos benefícios e reconhecimento… mas sentia que faltava algo muito importante, algo que deixava  a minha vida incompleta.

Aos pouquinhos fui percebendo que me faltava um propósito, buscava um sentido maior e sabia que não o encontraria lá. Eu queria trabalhar com algo em que realmente acreditasse, algo que me permitisse causar um impacto mais positivo na sociedade.

Quanto mais eu pensava, via que meu caminho não estava lá, que eu teria que largar toda essa vida  confortável e ir em busca da minha paixão.

Isso me deu muito medo! Imagina ter que largar um emprego super estável e com boas condições, para empreender e seguir o meu sonho… sem nenhuma certeza… apenas de que seguiria o desconhecido.

Mas uma certeza eu tinha… não queria passar o resto da minha vida em um emprego que não me realizava, vivendo uma vida ok e sem motivação… então decidi saltar!

 

Como se preparar para dar o Salto?

 

1) Descubra a sua motivação

O que te move? Qual é a real razão de você querer dar esse Salto de Fé?

Essa é a hora em que você se conecta com o seu eu interior e escuta o que está dentro de ti.

Se pergunte de forma super sincera: Por que estou fazendo isso? Qual é a minha real motivação?

Se não tivesse ninguém por perto, se dependesse unicamente de você… ainda daria esse salto?

Quanto maior for a sua clareza, maior será a certeza de que essa é uma decisão baseada em algo que você realmente quer, algo sustentável para a sua vida e não apenas uma vontade passageira.

“Há uma força motriz mais poderosa que o vapor, a eletricidade e a energia atômica: a vontade.” – Albert Einstein

 

2) Esteja aberto para as oportunidades

Muitas oportunidades passam em nossa frente, mas às vezes estamos tão focados em uma rotina, em um estilo de vida usual, que as deixamos passar.

Mude a maneira de olhar ao seu redor e enxergue até as pequenas oportunidades. Crie e agarre todas as oportunidades!

Mude o padrão vibratório de seus pensamentos, pense de forma positiva e passe a focar no que você quer e precisa, que essas coisas serão atraídas para você.

Não acredita? Pesquise sobre a velha e boa “Lei da Atração”.

Todos guardamos dentro de nós a força motriz que faz com que nossos desejos se concretizem e que nossas idéias e projetos se tornem realidade, independente das dificuldades que ambiente externo apresente.” – Michael Losier 

 

3) Analise as oportunidades: Pontos Positivos e Pontos Negativos

Sempre haverá algo arriscado num salto de fé, mas também devem haver fatos que evidenciem que o sucesso é possível.

Pense sobre o que provavelmente acontecerá se você fizer e se não fizer essa escolha, se agarrar ou não agarrar essa oportunidade.

Compare os dois futuros possíveis e se pergunte: “Qual deles parece melhor?”.

Anote todos os pontos positivos e negativos e faça uma análise ao final. Veja o que pesa mais.

Dessa maneira você conseguirá racionalizar a sua tomada de decisão e olhar muito mais para os fatos do que simplesmente ser levado pela emoção.

Faça a projeção da sua vida para o período de um ano. Crie três realidades diferentes:

  • sua vida se você for bem sucedido;
  • sua vida se você falhar;
  • sua vida se você continuar no mesmo lugar.

Depois de feito isso, pergunte-se: “Qual das realidades me dá mais orgulho?” E vá atrás dela!

“Tome mais riscos em sua vida! Se você acertar, ficará feliz. Se errar, ficará mais sábio.”  – Ian Borges

    

4) Seja positivo

Não vale embarcar em uma jornada achando que não chegará ao destino, certo?

Assim como não podemos tomar uma decisão achando que não dará em nada no final.

Suas decisões devem te dar forças.

O medo é normal, e, quando ele acontecer, vai com medo mesmo! Não se permita sentir que não é digno de seu sonho, ou pense que é inferior do que qualquer outra pessoa.

“Só você é dono da régua que mede o seu valor”. – William Douglas

Se você saltar achando que vai cair de cara no chão, certamente não saltará tão alto quanto poderia.

Seja otimista, confie em suas escolhas e em seu potencial.

Pense em tudo que poderá realizar, não se limite pelas dificuldades e desafios que virão pela frente. Eles virão, isso é fato, então esteja pronto e de braços abertos para recebê-los, amadurecer e aprender com eles.

 

5) Aja rapidamente

Uma vez que a sua decisão estiver tomada, aja rapidamente!

Não dê espaço para a procrastinação. Se começar a adiar o que deve ser feito, somente se enganará quanto ao resultado.

Comprometa-se com seu salto de fé AGORA. Adiá-lo pode fazer com que você perca uma grande oportunidade.

Uma vez perdida essa chance, poderá estar, mesmo que indiretamente, decidindo por não saltar.

Se não puder começar hoje, dê um jeito de se comprometer com a sua decisão. Estabeleça uma data para a sua “virada” acontecer, conte às pessoas sobre ela, pois dessa forma, acabará desenvolvendo um maior senso de comprometimento não apenas consigo, mas também com os outros.  

 

6) Deixe o passado para trás

Uma vez que você tenha embarcado nessa nova jornada, não olhe para trás.

“Vamos inventar o amanhã no lugar de se preocupar com o que aconteceu ontem.” – Steve Jobs

Se você estivesse feliz e realizado com a vida que levava, não teria decidido saltar, então, sem arrependimentos!

Pensar no que já foi só tornará a sua caminhada mais difícil e cansativa. Do passado leve apenas os aprendizados.

Não existe nada que você possa mudar lá atrás. Agora é a hora de buscar o melhor futuro possível, para isso, trabalhe em seu presente e viva-o de forma intensa. Trabalhe o seu futuro imediato para que dessa forma você consiga focar naquilo que você pode mudar.

 

7) Conecte-se com pessoas que estejam passando pelo mesmo que você

A troca é muito importante, então, aconselho que encontre pessoas que estejam vivenciando momentos parecidos com o seu, que se conectem com os seus projetos, valores e ideais.

Podem ser amigos, parentes, ou até desconhecidos, o importante é que estejam dispostas a apoiá-lo durante essa nova jornada.

Compartilhe aprendizados, vivências, opiniões…  encontre mentores que te auxiliarão com propriedade no assunto que escolheu seguir.

Extraia informações que serão úteis na sua caminhada, mas também saiba filtrar o que não é para você.

 

8) Aceite a transformação

“As pessoas têm medo da mudança, eu tenho medo que as coisas nunca mudem.” – Chico Buarque

Após o salto haverá um período de “queda livre” e com ele, muitas transformações virão. Aceite-as.

Seu comportamento e suas atitudes irão mudar, e isso é totalmente normal. Você acaba de sair da sua zona de conforto para algo que será uma verdadeira aventura.

Algumas mudanças podem ser um pouco dolorosas, mas veja-as da maneira mais proveitosa possível.

Se você resistir, estará se privando da oportunidade de amadurecer. Quanto mais aberto você estiver para essas mudanças, mais fácil será lidar com elas.

 

9) Redefina sucesso

Em geral, a sociedade acha que sucesso é ter fama, poder e dinheiro.

É normal quem deseje um cargo alto na empresa, aquele carro legal, coisas de marcas famosas…   Se você pensa assim, está tudo bem… mas eu também gostaria que você levasse numa boa se o seu ponto de vista começar a mudar, ou se estes não forem os seus valores.

O seu novo estilo de vida pode não te proporcionar uma vida tão confortável, mas isso não quer dizer que você não seja uma pessoa de sucesso.

Talvez sucesso para você seja ter mais tempo com a família, e para isso teve que abrir mão do trabalho sacrificante que te gerava alguns luxos…

Sua felicidade pode estar em fazer o dever de casa com a sua filha, em poder viajar mais, em ter um tempo mais flexível, em ter a liberdade de ir e vir a hora que quiser…

Não existe um padrão. Não se compare com o resto da sociedade, prenda-se apenas ao que é importante pra ti.

Mantenha-se focado nos pontos positivos da sua vida  e não ligue para aquelas ideias convencionais de sucesso.

Você está feliz? É isso que importa!

 

10) Aprenda a lidar com o fracasso

A palavra “fracasso” pode assustar, e quase sempre é vista de maneira negativa… mas tente ressignificá-la…

Com certeza você terá muitos momentos de dificuldade. Isso é um fato. Então olhe por outra perspectiva. Pare de enxergar o fracasso como algo ruim, entenda-o como uma oportunidade de aprendizado.

O erro é apenas um resultado, um momento… não define quem você é.

O fracasso faz parte do caminho para o sucesso.

Ele te tira da zona de conforto e te instiga, pois é nos momentos de perrengue que precisamos buscar forças para superar as situações, e quando mais aprendemos, mais evoluímos em nossa caminhada.

Eu falo um pouquinho mais sobre como superar o medo do fracasso aqui nesse artigo.

 

11) Siga em frente

Não importa se você fracassou ou se vem seguido por vitórias, você precisa manter a motivação que te trouxe até aqui e seguir em frente.

Tenha perseverança e resiliência para seguir o seu propósito. Se fracassar, mantenha-se focado em seu próximo passo, ao invés de focar no fracasso em si.

Se está correndo tudo conforme o planejado, comemore, mas cuidado para não acomodar-se e achar que a guerra já foi vencida. Você ainda irá encarar muitas batalhas pela frente.

A jornada é longa e nos primeiros meses você não atingirá aquela tranquilidade em relação a esse novo projeto. Pense que está acumulando bagagem para atingir o seu objetivo e continue seguindo em frente.

 

12)   Salte com frequência

Depois de dado este salto de fé, dê outro, e mais outro… Não se acomode. Saia da sua zona de conforto com frequência, busque novos desafios!

Com a prática, você irá se acostumar a esses momentos e, cada vez mais, essa busca pela evolução será natural para ti. afinal, fomos feitos para isso, né? Para essa constante evolução.

Precisamos aprender e buscar novos desafios na vida. Busque sempre a sua melhor versão e acostume-se a não se acostumar.

Reinvente-se, mantenha-se sempre em movimento.

Caia, levante, desafie-se.

Reinventar-se é manter-se vivo!

 


 

Espero que tenha curtido esse artigo! Como presente, gostaria de te oferecer uma sessão de coaching experimental (valor de R$600) gratuita para dar os primeiros passos na direção de uma vida com mais sentido e liberdade.

Nessa sessão, eu vou te ajudar a ser tornar mais protagonista de sua própria vida. Ou seja, descobrir sua arte, conquistar a confiança para se dedicar a um projeto que ame, e modelar seu lifestyle para viver uma vida que valha a pena!

Infelizmente eu não posso garantir que esse presente ainda esteja disponível na data que você estiver lendo esse artigo. Então espero que entenda que há um número limitado de sessões oferecidas e depois, provavelmente, não haverá mais.

Para agendar um horário, é só clicar aqui. E aí, vamos seguir em frente?


E aí, curtiu o artigo? Deixe seu comentário abaixo e compartilhe com alguém que você acredita que possa ajudar!

 

Minimize seus sabotadores internos e viva de forma mais positiva!

Minimize seus sabotadores internos e viva de forma mais positiva!

Neste artigo, eu irei compartilhar os principais aprendizados do livro Inteligência Positiva que aborda uma série de sabotadores internos que nos impedem de ir além em nossas vidas. Você aprenderá como lidar com essas forças negativas e como ativar o nosso Sábio, ou seja, uma série de comportamentos que nos ajudam a lidar com os desafios de maneira mais positiva e construtiva.

→ Você já se pegou sendo muito crítico consigo mesmo e criticando os outros ou o contexto que estava inserido?

→ Você se lembra daquele exagerado perfeccionismo que te impediu de completar uma tarefa a tempo? Ou então, se viu tentando controlar tudo e todos num determidado projeto?

→ Você já se viu procrastinando e evitando aquela conversa difícil ou atividade que sabe que vai exigir bastante de você? Ou então iniciando vários projetos e não conseguindo finalizar nenhum?

→ Você já se pegou fazendo tudo pelos outros e se esquecendo de cuidar de si mesmo? Ou se fazendo de vítima numa determinada situação?

Enfim… imagino que você já tenha se identificado com alguns desses sentimentos. Correto?

Nossa mente pode ser o nosso pior inimigo. Ela abriga personagens que ativamente sabotam nossa felicidade e nosso sucesso. Porém esses sabotadores podem ser facilmente identificados e enfraquecidos.

Os benefícios de um melhor controle dos seus sabotadores e maior inteligência positiva são:

  • sistema imunológico mais eficiente
  • níveis menores de hormônios relacionados a estresse
  • menor pressão arterial
  • menos dor
  • menos resfriados
  • sono melhor
  • probabilidade menor de ter hipertensão, diabete e derrames.

E o primeiro passo para essa jornada de autoconsciência é você entender melhor sobre esses 10 principais sabotadores internos que convivemos diariamente em nossas vidas.

 

CRÍTICO

“Crítico é o principal Sabotador, o que afeta todo mundo. Ele leva você a constantemente encontrar defeitos em si mesmo, nos outros e nas suas condições e circunstâncias. Gera a maior parte da sua ansiedade, estresse, raiva, decepção, vergonha e culpa. A mentira dele para se justificar é a de que, sem ele, você ou os outros se transformariam em seres preguiçosos e sem ambição que não iriam muito longe. Assim, a voz dele costuma ser confundida com a voz durona da razão em vez de o Sabotador destrutivo que realmente é.”

 

PERFECTIONISTA

“O Perfeccionista é a necessidade de perfeição, ordem e organização levada longe demais. Ele deixa você e os outros ao seu redor ansiosos e nervosos. Drena sua energia ou a dos outros com medidas extras de perfeição que não são necessárias. Também faz você viver em constante frustração consigo mesmo e com os outros pôr as coisas não serem perfeitas o bastante. A mentira dele é que perfeccionismo é sempre bom e que você não paga um preço muito alto por ele.”

 

AJUDANTE

“O Ajudante obriga você a ganhar aceitação e afeição por ajudar, agradar, salvar ou elogiar os outros constantemente. O resultado é que ele faz com que você perca de vista suas próprias necessidades e se ressinta dos outros. Também encoraja os outros a se tornarem exageradamente dependentes de você. A mentira dele é que você está agradando os outros porque é uma coisa boa a se fazer, negando que, na verdade, você está tentando ganhar afeição e aceitação indiretamente.”

 

SUPER-REALIZADOR

“O super-realizador deixa você dependente de desempenho e realizações constantes para ter respeito e validação próprios. Ele mantém você concentrado principalmente no sucesso exterior em vez de no critério interior para a felicidade. Costuma leva a tendências insustentáveis de vícios em trabalho e faz com que você perca contato com necessidades emocionais e de relacionamento mais profundas. A mentira dele é que sua aceitação própria deveria ser dependente do desempenho e da valorização externa.”

 

VÍTIMA

“A vítima quer que você se sinta emotivo e temperamental como forma de ganhar atenção e afeto. Ela resulta em foco extremo em sentimentos internos, principalmente os dolorosos, e pode muitas vezes resultar em uma tendência a se martirizar. As consequências são que você desperdiça sua energia mental e emocional, e os outros se sentem frustrados, impotentes ou culpados de nunca conseguirem fazer você feliz por muito tempo. A mentira da vítima é que assumir a figura da vítima ou mártir é a melhor maneira de atrair atenção e cuidado para si mesmo.”

 

RACIONALISTA

“O racionalista coloca um foco intenso e exclusivo no processo racional de tudo, incluindo relacionamentos. Ele faz com que você seja impaciente com as emoções das pessoas e as veja como indignas de muito tempo e consideração. Quando você está sob a influência do racionalista pode ser visto como frio, distante ou intelectualmente arrogante. Ele limita sua profundidade e flexibilidade em relacionamentos no trabalho e em sua vida pessoal e intimida as pessoas com mente menos analíticas. A mentira dele é que a mente racional é a forma mais importante e útil de inteligência que você possui.”

 

HIPERVIGILANTE

“O vigilante faz você sentir ansiedade intensa e contínua em relação a todos os perigos que cercam você e em relação a tudo que poderia dar errado. Ele fica constantemente em estado de alerta e nunca pode descansar de fato. Isso resulta em grande quantidade de estresse contínuo que exaure você e os outros. A mentira dele é que os perigos ao seu redor são maiores do que realmente são e que vigília ininterrupta é a melhor forma de lidar com eles.”

 

INQUIETO

“O inquieto está constantemente em busca de emoções maiores na próxima atividade ou mantendo-se sempre ocupado. Ele não permite que você sinta muita paz e alegria com sua atividade atual. Dá a você uma contínua série de atividades que o faz perder o foco nas coisas e nos relacionamentos que realmente importam. As outras pessoas têm dificuldade em acompanhar a pessoa guiada pelo inquieto e costumam se sentir distantes dele ou dela. A mentira dele é que, ao se manter ocupado, você está vivendo a vida intensamente, mas ele ignora o fato de que a busca por uma vida cheia faz você perder a vida que está acontecendo no momento.”

 

CONTROLADOR

“O controlador funciona movido a uma necessidade ansiosa de estar no comando, controlar situações e dirigir as ações das pessoas de acordo com a vontade dele. Ele gera ansiedade impaciência quando isso não é possível. Na visão do controlador, ou você está no controle ou está fora de controle. Enquanto o controlador permite que você consiga resultados em curto prazo, ele acaba gerando ressentimento nos outros em prazos mais longo e impede que eles exercitem e desenvolvam sua capacidade plena. A mentira dele é que você precisa do controlador para extrair os melhores resultados das pessoas ao seu redor.”

 

ESQUIVO

“O esquivo se concentra no positivo e prazeroso de uma maneira extrema. Evita tarefas difíceis e desagradáveis e conflitos. Ele leva você aos hábitos de procrastinar e fugir de conflitos. Isso resulta em explosões nocivas, em conflitos sufocados que foram deixados de lado, e provoca atrasos na conclusão das coisas. A mentira dele é que você está sendo positivo e não evitando seus problemas.”

 

E como minimizar esses sabotadores internos?

O primeiro passo para minimizar a força desses sabotadores é passar a identificá-los sempre que eles começarem a se manifestar.

Ou seja, dê um nome para cada um desses sabotadores, ou pelo menos para aqueles que aparecem com mais intensidade na sua vida.

Você pode chamar de “diabinho”, “zeca urubu”, “mimizeiro”… enfim, seja criativo e apelide do jeito que fizer mais sentido para ti.

Só em identificá-los quando estiverem se manifestando, há grandes chances que eles já não tenha o mesmo impacto. Isso se dá, principalmente, porque você passa a desassociar você do seu sabotador e pensamentos que eles geram.

Você começa a tirar suas máscaras e expor os truques desse sabotadores para reduzir a credibilidade e o poder que exercem sobre você.

Outra técnica muito potente é sempre que sentir que seus sabotadores estão no controle, é para o que está fazendo, dar um passo para trás (literalmente e figurativamente) e dar 3 respirações profundas.

Dessa forma, além de você agir conscientemente identificando que seu sabotador está se manifestando, você entra num estado de atenção plena e quebra o ritmo do momento de tensão.

Essa é uma simples, mas poderosa técnica que você pode ir desenvolvendo cada vez mais através da meditação e mindfulness na sua vida.

Mas a estratégia mais eficaz é você aprender a ativar o seu Sábio e moldar seu mindsent para lidar com os todos os desafios em sua vida de maneira muito mais positiva e construtiva.

 

Ativando o seu Sábio

Já a menta sábia possui 5 grandes poderes que devemos capitalizar em nossas vidas: empatia, exploração, inovação, navegação e ação decisiva.

Todos demonstramos a capacidade de empatia por nós mesmos e pelos outros; de explorar com grande curiosidade; de inovar com opções criativas; de navegar entre nossas opções e escolher os caminhos que se alinham melhor com nossos valores e propósitos mais arraigados; e, por fim, de ativar nossa intenção para gerar resultados.

A perspectiva do Sábio envolve aceitar o fato em vez de negar, rejeitar ou se ressentir. Ela aceita todos os resultados e circunstâncias como dádiva e oportunidade. Esse é o grande segredo!

 

1. Ter EMPATIA consigo mesmo e com outros e levar compaixão e compreensão a qualquer situação;

Ter empatia pelo outro é um ato de generosidade. É questão de se colocar no lugar do outro, não só de ver, mas também de sentir o mundo pelo ponto de vista do outro. A empatia é questão de sentimento, não de pensamento e nem de análise.

 

2. EXPLORAR com grande curiosidade e mente aberta;

A energia e a emoção puras que o modo explorador do Sábio gera são baseadas em curiosidade, franqueza, assombro e fascinação pelo que está sendo explorado. Apesar de o modo explorador ser importante para encarar novos desafios, também é essencial para aprendermos com nossas falhas e nossos erros passados.

 

3. INOVAR e criar novas perspectivas e soluções fora dos parâmetros convencionais;

A inovação verdadeira é questão de sair dos parâmetros convencionais, das suposições e dos hábitos que nos seguram.

 

4. NAVEGAR e escolher um caminho que melhor se encaixe em seus valores e missão mais profundos e básicos;

Sem clareza do nosso propósito, acabaríamos dando muitos passos que, sozinhos, poderiam parecer bem-sucedidos, mas no fim poderiam estar nos fazendo andar em círculos. Para o poder de navegação do Sábio ter um impacto significativo, é preciso haver uma conexão mais profunda com sua própria arte.

 

5. Ativar e ter AÇÕES DECISIVAS sem o tormento, a interferência e as distrações dos Sabotadores.

O poder de ativar do Sábio leva você à ação pura, na qual todas as suas energias mentais e emocionais estão direcionadas com mira laser para a ação e não são distraídas pelos Sabotadores.

“Não podemos controlar e nem escolher muito do que acontece no trabalho e na vida. Mas podemos determinar o impacto que esses eventos têm em nós ao escolher como reagir.” – Shirzad Chamine

 

O Sábio ajuda você a sentir paz e alegria independente do que está acontecendo em qualquer área da sua vida, enquanto os Sabotadores fazem você se sentir incompleto sejam quais forem as circunstâncias.

Ele se põe em ação, mas sem o sofrimento, a interferência e as distrações do Crítico e dos outros Sabotadores.

Ele entra em ação não por se sentir mal, mas por empatia, inspiração, alegria da exploração, desejo de criar, desejo de contribuir e ímpeto de encontrar significado no meio até da pior das crises.

Enquanto os sabotadores empurram você à ação e ao sucesso por meio de raiva, arrependimento, medo, culpa, ansiedade, vergonha, obrigação etc., o sábio puxa você para agir por meio de compaixão, curiosidade, criatividade, alegria de se expressar, desejo de contribuir e criar significado e empolgação da ação.

Você prefere ser empurrado ou puxado?

 


 

Espero que tenha curtido esse artigo! Como presente, gostaria de te oferecer uma sessão de coaching experimental (valor de R$600) gratuita para dar os primeiros passos na direção de uma vida com mais sentido e liberdade.

Nessa sessão, vamos trocar uma ideia boa sobre como identificar esses sabotadores e minimizar a influência deles em sua vida.  Além disso, vou te ajudar a ser tornar mais protagonista de sua própria vida. Ou seja, descobrir sua arte, conquistar a confiança para se dedicar a um projeto que ame, e modelar seu lifestyle para viver uma vida que valha a pena!

Infelizmente eu não posso garantir que esse presente ainda esteja disponível na data que você estiver lendo esse artigo. Então espero que entenda que há um número limitado de sessões oferecidas e depois, provavelmente, não haverá mais.

Para agendar um horário, é só clicar aqui. E aí, vamos seguir em frente?


 

E aí, curtiu o artigo? Deixe seu comentário abaixo e compartilhe com alguém que você acredita que possa ajudar!

O Poder do Agora: como viver o único momento que importa!

O Poder do Agora: como viver o único momento que importa!

Nesse artigo, vou compartilhar com com vocês belos ensinamento que aprendi no livro “O Poder do Agora” que vai te ajudar a viver o presente da maneira mais intensa possível.

 

 

Você deve conhecer as grandes doenças desse século que são a ansiedade, angústia, estresse e outras nesse pacotão.

E muitas delas são relacionadas a problemas do passado ou a questões do futuro.

E uma das formas que que você pode minimizá-las em relação ao passado é entender que ele não existe mais. Ou seja, o passado já morreu, e não há absolutamente nada que você possa fazer para mudar as coisas que já aconteceram.

O que você pode fazer é analisar o passado e levar todos os aprendizados para sua vida.

Não adianta ficar remoendo os erros, confusões e falhas do passado. Isso não vai ajudar em nada em sua vida!

Quando você passa a enxergar os erros como oportunidades de aprendizado e crescimento, você muda completamente o contexto e passa a conviver muito melhor com os desafios da vida.

“Algumas vezes você GANHA, outras vezes você APRENDE.”

Para exemplificar… Caso você tenha perdido um ente querido, em vez de entrar em depressão e desistir de viver sua vida, passe a valorizar ainda mais os familiares e pessoas que você e que ainda estão a sua volta.

Você não poderá fazer nada em relação ao ente amado que se foi. Já em relação às pessoas que ainda estão aqui, aí sim!

Então passe a demonstrar ainda mais carinho, atenção plena, não fique apenas no WhatsApp e Facebook nos encontros de família e valorize cada momento com eles como se fosse o último!

Outro exemplo é quando você perde uma oportunidade de negócio ou no trabalho. Isso provavelmente já aconteceu contigo e senão, com certeza irá acontecer.

E nesses momentos, faça a mesma coisa! Aprenda com aquela situação e leve isso para as próximas oportunidades afim de não repetir o mesmo erro.

“Depois que [Thomas Edison] tentou, 9999 vezes, aperfeiçoar a lâmpada elétrica, sem sucesso, alguém perguntou: Você vai inteirar os 10.000 fracassos? Ele respondeu: Eu não fracassei. Apenas descobri uma outra maneira de não inventar a lâmpada elétrica.”

 

Mas mais díficil que aprender a lidar com o passado, é aprender a lidar com o futuro.

“O futuro ainda não existe, ele é apenas uma ilusão.”

Quantas vezes você já pensou em algo no futuro e as coisas aconteceram exatamente como você imaginou? Muito raro, né?

Isso não quer dizer que você não deva fazer planos para o futuro e visualizar suas conquistas, pelo contrário, essas práticas são necessárias e muito poderosas. Elas te ajudarão a aproximar ao máximo a realidade do futuro, minimizando o gap existente entre eles.

O que quero dizer é que, por mais que você planeje e antecipe as variáveis e hipóteses sobre o futuro, você nunca será capaz de controlá-lo.

Isso porque o futuro apenas se tornará realidade quando ele se tornar o momento presente.

E o que acontece muitas vezes é que passamos a vida inteira achando que vamos ser mais felizes quando tivermos um novo emprego, comprarmos a nova casa, começarmos o novo relacionamento…

E assim, acabamos ficando infelizes a vida inteira achando que a felicidade vai estar apenas no futuro.

E quando conquistamos esses objetivos e metas, rapidamente percebemos que não são suficientes e passamos a buscar algo novo.

Isso tudo pois são apenas satisfações momentâneas e prazeres de curto prazo, que aliviam a dor e não resolvem o verdadeiro problema.

A verdadeira solução para esse problema está dentro de nós!

E uma das formas de encontrar essa felicidade plena é ter consciência de que o único momento que importa é o presente!

Você não deve ficar vivendo do passado, nem do futuro, mas sim viver intensamente o único momento que importa que é o agora.

“A felicidade está na jornada e não no destino.”


 

Espero que tenha curtido esse artigo! Como presente, gostaria de te oferecer uma sessão de descoberta (valor de R$600) gratuita para dar os primeiros passos na direção de uma vida com mais sentido e liberdade.

Infelizmente eu não posso garantir que esse presente ainda esteja disponível na data que você estiver lendo esse artigo. Então espero que entenda que há um número limitado de sessões oferecidas e depois, provavelmente, não haverá mais.

Para agendar um horário, é só clicar aqui. E aí, vamos seguir em frente?

 


E aí, curtiu o artigo? Deixe seu comentário abaixo e compartilhe com alguém que você acredita que possa ajudar!
Encontre o seu propósito de vida com este poderoso exercício hoje!

Encontre o seu propósito de vida com este poderoso exercício hoje!

Eu vou compartilhar com vocês um poderoso exercício para encontrar seu propósito de vida que te ajudará a mudar de carreira, trabalhar com o que ama e viajar pelo mundo!

Nada mal, não? Então vamos lá!

Qual a sua sensação ao acordar na segunda de manhã para trabalhar? Humm deixa eu advinhar… se você faz parte de 87% da população segundo um estudo da Gallup, provavelmente sua motivação para ir ao trabalho não é a das melhores!

Se avançarmos em 20 anos no futuro, você estaria orgulhoso do trabalho que você tem feito hoje?

E você tem a sensação de que o tempo está passando e você não está fazendo nada para mudar?

Eu já passei por tudo isso e posso garantir que é uma sensação muito ruim.

No início eu não sabia exatamente o que estava sentindo, mas sabia que faltava algo!

Até descobrir que faltava ter clareza do meu propósito para viver uma vida com mais sentido e liberdade.

Quando eu resolvi mudar!

Eu me lembro até hoje quando era Diretor de Marketing Digital da L’Oréal… eu vivia uma vida confortável, com um excelente salário, carro, benefícios, trabalhando 12h por dia, vendo pouco minha família e amigos e vivendo no piloto automático sem enxergar muito sentido na minha vida.

E foi durante um treinamento que uma coach me fez uma simples pergunta que virou minha vida de pernas para o ar. Essa pergunta foi: “qual é o seu propósito de vida?”.

WOW! Nesse momento eu pensei comigo mesmo… “Ferrou! Eu não faço a mínima ideia!!!”

Daí eu comecei uma jornada de autoconhecimento muito legal através de vários livros, cursos, eventos e coaching, que me ajudaram a dar os passos para viver uma vida com muito mais sentido e liberdade.

Hoje sou Lifestyle & Freedom Coach, Empreendedor e Nômade Digital e posso dizer que acrescento vida aos meus dias e não mais dias à minha vida (conheça melhor minha história aqui nesse vídeo).

Mas essa jornada não aconteceu de um dia para o outro… Ainda estou no início dessa longa e maravilhosa jornada. No entanto, precisei dar o primeiro passo. E é dessa forma que eu quero te ajudar hoje.

Um exercício poderoso: IKIGAI

Hoje minha missão é ajudar pessoas a viverem uma vida com mais sentido e liberdade.

Por isso eu quero que você siga o mesmo caminho que eu vivi e dê o primeiro passo ainda hoje para viver uma vida que vale a pena!

Esse exercício é inspirado no diagrama de IKIGAI, palavra criada numa ilha no sul do Japão que representa vida (IKI) e realização de desejos e expectativas (KAI).

Os moradores dessa ilha têm uma história muito legal! Eles encontraram uma maneira de viver unindo a “razão do ser” com a “chama que os fazem levantar da cama todo dia de manhã”.

Os japoneses acreditam que todos possuem um IKIGAI. E descobrir qual é o seu exige uma profunda jornada de autoconhecimento.

E não é por acaso que a galera da ilha tende a viver mais de 100 anos por lá!

Portanto, IKIGAI é um estilo de vida que traz harmonia em diversas áreas da vida, permitindo assim alinhar QUEM SOMOS (nossa educação, valores, crenças, relacionamentos…), com O QUE FAZEMOS (trabalho, projeto, atividade, profissão, vocação, hobbies, etc).

Instruções do exercício

Dessa forma, eu criei uma versão simplificada do diagrama onde você deverá preencher cada uma das esferas a fim de identificar os elementos em comum – a interseção.  Seguem aqui algumas instruções para você aproveitar ao máximo desse exercício:

  1. Reserve entre 30min para realizar esse exercício;
  2. Encontre um espaço tranquilo onde você não seja interrompido;
  3. Pegue um papel e caneta;
  4. Respire 10x profundamente antes de iniciar o exercício;
  5. Responda a cada uma das questões indicadas nas próximas páginas no papel, sem restrições, registre tudo o que vier à sua cabeça;
  6. Após preencher todas as esferas, passe a limpo numa nova folha;
  7. Identifique os elementos em comum sublinhando ou circulando;
  8. Reflita sobre eles e construa uma frase seguindo o formato proposto.

 

:: O que você ama fazer?

Seguem aqui algumas perguntas para te ajudar com essa reflexão…

Que tipo de livros, revistas e blogs você gosta de ler?
Que tipo de filmes, documentários e vídeos no Youtube você costuma assistir?
Quando foi a última vez que você não conseguiu dormir por causa da sua empolgação a respeito de algo? O que era isso?

 

:: O que você faz bem?

Seguem aqui algumas perguntas para te ajudar…

Quais são seus dons mais valiosos?
Se você perguntar para seus 5 melhores amigos, o que eles dirão que você faz melhor do que qualquer pessoa (mande um whatsapp agora para eles para saber)?
De que forma você normalmente mais ajuda os outros?

 

:: Do que o mundo precisa?

Seguem aqui algumas perguntas para te ajudar…

O que você acredita que falta hoje no mundo desesperadamente?
→ O que te deixa mais revoltado em relação ao mundo em que vivemos?
O que te deixa mais preocupado ou com pena sobre as futuras gerações, tenha você filhos ou não?

*Se o mundo for muito amplo para ti, faça o mesmo exercício com um segmento específico de pessoas.

 

:: Como você pode ser remunerado?

Seguem aqui algumas perguntas para te ajudar…

Quais os 3 a 5 trabalhos ou negócios dos sonhos que você imagina que iriam se encaixar como uma luva com seus mais íntimos pensamentos a respeito do mundo?
Que tipos de modelo de negócio você conhece no ramo das suas paixões?
Já existem outras pessoas ou empresas que você admira atuando nessa área? Se sim, como elas se remuneram? O que eles fazem para se destacar?

Outras perguntas importantes…

Se caísse R$ 1 bilhão amanhã em sua conta, que tipo de projeto/atividade você escolheria fazer pelos
próximos 5 anos?

Se você pudesse participar do seu próprio funeral, o que você gostaria de ouvir os outros falando?

Qual a marca que você quer deixar no mundo?

O que sucesso significa para você?

Qual o trabalho que você não poderia deixar de fazer?

Construindo sua frase de propósito

E aí, refletiu bastante? Conseguiu visualizar algumas opções de trabalho que fazem verdadeiramente sentido para ti?

Agora você precisa construir uma frase seguindo a estrutura abaixo:

EU AJUDO… (seu cliente ideal)

A… (transformação/benefícios na vida dele)

ATRAVÉS DE… (sua atividade).

Meu exemplo: “EU AJUDO empreendedores e jovens profissionais A ganhar confiança para se dedicar a um projeto que realmente acreditam, trabalhando remotamente de qualquer lugar no mundo, para viver uma vida com mais sentido e liberdade ATRAVËS DO coaching online.

E agora… como seguir em frente?

Nesta altura, você já deve ter preenchido todas as esferas do diagrama e ter criado sua primeira versão de frase de propósito, correto?

Imagino que as diversas perguntas indicadas devem ter gerado belas reflexões sobre suas paixões, talentos e formas de ajudar o mundo e ser remunerado por isso.

Agora você deve estar se perguntando… “Irado! Mas como faço para seguir em frente e colocar tudo isso em prática?

Uma das maneiras para seguir em frente com esse projeto de vida é através do coaching.

Esse processo consiste em 5 etapas principais: Foco, Planejamento, Ação, Resultados e Melhoria Contínua (conheça mais sobre coaching aqui nesse post).

Caso queira continuar nessa jornada, eu tenho um presente para ti…

Eu gostaria de te oferecer uma sessão de descoberta (valor de R$600) gratuita para trocarmos uma ideia sobre seus resultados e como planejar os próximos passos em sua vida.

Infelizmente eu não posso garantir que esse presente ainda esteja disponível na data que você estiver lendo esse artigo. Então espero que entenda que há um número limitado de sessões oferecidas e depois, provavelmente, não haverá mais.

Para agendar um horário, é só clicar aqui.

E aí, vamos seguir em frente?

“Se você não sabe para onde ir, qualquer caminho serve.”
– Lewis Carrol, Alice no País das Maravilhas

E aí, curtiu o exercício? Deixe seu comentário abaixo e compartilhe com alguém que você acredita que possa ajudar!

O que é coaching e como ele pode te ajudar?

O que é coaching e como ele pode te ajudar?

 

Neste artigo, vou explicar o que é coaching e como funciona um processo de A-Z. Além disso, vou compartilhar seus principais benefícios e como ele te levará a viver uma vida com mais sentido e liberdade.

 

O que é coaching?

É uma metodologia de desenvolvimento humano criada  para fazer você realizar coisas em sua vida, seja com foco pessoal ou profissional.

O coaching basicamente te ajudará a traçar o planejamento para ir do ponto A (onde você está agora) para o ponto B (onde você quer chegar), através de uma série de ferramentas e atividades.

Segundo Eduardo Almeida, introdutor da filosofia e metodologia IKIGAI no Brasil, “o coach deve contribuir para que o coachee (quem recebe o coaching) desenvolva competências para andar sozinho seu próprio caminho”.

Ou seja, o processo de coaching contribui para que você atinja o máximo do seu desempenho, te ajudando a aprender em vez de te entregar algo pronto.

O coach te ajudará a organizar o seu mindset (modelo mental) para potencializar as chances de você atingir seu objetivo, eliminando aquelas crenças limitantes que te impedem de seguir em frente e evoluir na sua vida.

 

Como o coaching funciona na prática?

Geralmente as sessões de coaching duram em torno de 1h à 2h, com cerca de 10 encontros com frequência semanal, quinzenal ou mensal, de acordo com o combinado entre o coach e o coachee.

As sessões são guiadas pelo coach com diálogos profundos e atividades práticas junto do coachee, num contexto orientado a resultados.

Ele pode ser feito presencialmente ou através de sessões online. Também há formatos de coaching em grupo.

Todo o processo é conduzido de maneira confidencial.

 

Quais os benefícios do processo de coaching?

O coaching vai te ajudar a:

  • Viver uma vida com mais sentido e liberdade.
  • Ter clareza do seu objetivo e traçar um planejamento concreto para alcançá-lo.
  • Ter mais foco e comprometimento para implementar mudanças positivas e sustentáveis em um curto espaço de tempo.
  • Conhecer melhor suas forças e fraquezas para lidar com as oportunidades e ameaças que apareçam.
  • Ter mais confiança e coragem para tomar as decisões que importam.
  • Enxergar as situações do dia-a-dia com um novo olhar.
  • Alcançar uma maior qualidade de vida.

 

Quais são os pilares de um processo de coaching?

Há 5 principais pilares num processo de coaching:

1) Foco

O coach te ajudará a ter clareza do seu objetivo e resultado esperado, além de manter o foco nas prioridades ao longo do processo.

 

2) Planejamento

O coach te ajudará a traçar um planejamento estruturado e organizar as suas ações para se aproximar cada vez mais do seu objetivo.

 

3) Ação

O coaching é muito prático e baseado em ações concretas e contínuas ao longo do processo.

 

4) Resultados

A cada sessão, o coach acompanhará a evolução dos seus resultados, sempre te apoiando e estimulando o próximo passo na jornada.

 

5) Melhoria contínua

O coach te ajudará com a mudança do seu mindset e na sua preparação para uma evolução contínua em sua vida.

 

Como escolher um coach?

Hoje em dia, a prática do coaching se popularizou bastante e você pode encontrar diversos nichos como coach de carreira, performance, propósito de vida, emagrecimento, relacionamento entre diversos outros.

Grandes nomes internacionais como Tony Robbins também ajudaram na divulgação da profissão.

No entanto, essa popularização estimulou uma série de curiosos a se tornarem coaches sem as devidas formações e técnicas para acompanhar coachees em suas transformações.

Por isso é importante que você busque coaches com formações em escolas sérias. E ainda mais importante na minha opinião, coaches que tenham vivido a transformação que você esteja buscando para sua vida.

Boas indicações e testemunhos de coachees passados também são uma excelente forma de você ter um bom feeling da seriedade e qualidade do coach.

Além disso, a maioria dos coaches oferece uma sessão experimental gratuita, o que pode ser uma ótima forma de você testar a sua empatia com o coach.

 

Qual a diferença entre coaching e mentoring?

A principal diferença é que o mentor é alguém que já tenha experiência numa área específica e, através do processo de mentoria, ele irá compartilhar seus conhecimentos e orientar o mentorado para que ele use atalhos e alcance seus objetivos mais rapidamente.

Diferente do coach, o mentor poderá aconselhar e sugerir caminhos de forma explícita para o mentorado, uma vez que o mentor já passou por situações parecidas.

 

Qual a diferença entre coaching e consultoria?

Já a principal diferença da consultoria é que ela envolve um especialista ou grupo de especialistas que são contratados para diagnosticar uma situação e propor soluções para resolver a questão de acordo com o briefing do contratante.

 

Qual a diferença entre coaching e terapia?

Apesar de ambos terem bases em conceitos da psicologia, o coaching utiliza outros conceitos da administração, planejamento e empreendedorismo, além de ser muito prático.

Outro ponto importante é que a visão do coaching não é terapêutica ou focada na revisão de processos do passado do cliente. O coaching foca na construção do futuro e das metas que o coachee traçou no início do processo.

 

Coaching é para você?

Bom… depois de todas essas explicações, eu acredito que você já tenha uma boa noção formada sobre o que é coaching e os benefícios potenciais para sua vida.

Se você está buscando viver uma vida com mais sentido e liberdade, não tenho dúvida que o coaching agregará muito valor nessa sua jornada!

Caso queira continuar nessa jornada, eu tenho um presente para ti…

Eu gostaria de te oferecer uma sessão de descoberta (valor de R$600) gratuita para trocarmos uma ideia sobre seus resultados e como planejar os próximos passos em sua vida.

Infelizmente eu não posso garantir que esse presente ainda esteja disponível na data que você estiver lendo esse artigo. Então espero que entenda que há um número limitado de sessões oferecidas e depois, provavelmente, não haverá mais.

Para agendar um horário, é só clicar aqui. E aí, vamos seguir em frente?

 

Gostou desse artigo? Deixe seu comentário abaixo e compartilhe com alguém que você acredita que possa ajudar!